Cristalização da prata

Dúvidas relacionadas com estados de conservação de moedas

Moderador: Moderador de Honra

gladstonjafet
Escudinho da II República
Mensagens: 20
Registado: segunda jun 26, 2017 4:35 am

Cristalização da prata

Mensagempor gladstonjafet » terça ago 29, 2017 2:38 am

Caros amigos e colegas numismatas

Tenho uma dúvida que persiste há muito no colecionismo de moedas romanas e Gregas e gostaria de uma luz dos meus nobres colegas.
Determinadas peças , principalmente os Tetradracmas, muitas vezes observamos que com uma simples queda, se partem, e observamos também que no seu interior a prata se tornou uma pasta marrom clara da cor da areia, fenômeno esse que outros amigos numismatas chamam de cristalização da prata.
A peça começa a se esfarelar.
Essa informação procede?
Ou é uma moeda falsificada? O que seria exatamente a cristalização da prata?
Abraçoos

Avatar do Utilizador
numisiuris
Reinado D.Sebastião
Mensagens: 1049
Registado: sexta abr 11, 2014 7:07 am

Re: Cristalização da prata

Mensagempor numisiuris » terça ago 29, 2017 4:00 am

Olá! Penso que está a confundir dois fenómenos diferentes. Esta é uma moeda cristalizada:
Imagem
Vêm-se as texturas típicas resultantes da aglomeração dos cristais à superfície.

Já o fenómeno de que fala, é diferente. E é raro, penso. Não mostra normalmente sinais à superfície, mas o interior apresenta-se todo granulado, parecendo cerâmica. Será isto?
Imagem

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Filipe I
Mensagens: 858
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Cristalização da prata

Mensagempor fernanrei » terça ago 29, 2017 12:20 pm

Qualquer metal conhecido pode ser transformado em pó por acção de um determinado ácido, começa sempre dessa forma a refinação. O que acontece muitas vezes de forma natural é os metais, nomeadamente moedas, ficarem expostos a elementos muito ácidos que os corroem da mesma forma que o homem os processa numa refinaria, e algumas vezes o composto resultante pode cristalizar pelo facto de ficar em contacto com variadíssimos sais que existem na sua forma livre em tudo o que nos rodeia, especialmente a água por ser um poderoso solvente. No geral, essa cristalização pode ocupar o espaço físico do metal corroído e naturalmente o material resultante é muito vulnerável ao contacto violento, fracturando com muita facilidade. Ambos os fenómenos são frequentes nos objectos muito antigos e é muito comum encontrarem-se pedaços e história feitos de metal completamente cristalizados...
:D FMMRei :D

RubenGMelo
Reinado D.João VI
Mensagens: 440
Registado: domingo ago 04, 2013 11:09 pm

Re: Cristalização da prata

Mensagempor RubenGMelo » terça ago 29, 2017 1:43 pm

Mas é um processo que ocorre naturalmente ou só ocorre quando a prata é exposta a determinados elementos!?

Existe forma de evitar que este processo ocorra!? Por exemplo isolado a moeda com micro-cera ou outra forma!
Cumprimentos,

Ruben Melo

Megaleilões: https://megaleiloes.pt/RubenGM/loja

Avatar do Utilizador
Jorge Silva
Moderador
Mensagens: 9314
Registado: terça mai 09, 2006 5:57 pm
Localização: Moita

Re: Cristalização da prata

Mensagempor Jorge Silva » terça ago 29, 2017 6:15 pm

Também me parece que, e nessas peças antigas, ocorram reacções quimicas, http://www.fq.pt/reacoes/43-reacao-quimica
Cumprimentos

Jorge Silva

" A medalha deve ser acarinhada como uma arte nobre da escultura ".

https://betaleiloes.net/os_meus_leiloes.php

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Filipe I
Mensagens: 858
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Cristalização da prata

Mensagempor fernanrei » terça ago 29, 2017 8:24 pm

RubenGMelo Escreveu:Mas é um processo que ocorre naturalmente ou só ocorre quando a prata é exposta a determinados elementos!?

Existe forma de evitar que este processo ocorra!? Por exemplo isolado a moeda com micro-cera ou outra forma!

Quanto mais forte é o ácido mais rápido é o processo. Naturalmente, o tipo de tratamento que damos às nossas moedas é mais do que suficiente para atenuar e até mesmo evitar esse tipo de reacção química. Determinadas patinas também isolam as moedas, dependendo muito da forma como foram criadas mas desde que se evitem contaminações com agentes corrosivos, tais como; a gordura humana existente de forma muito abundante nas mãos, o nosso suor que além de cloretos também tem ácidos orgânicos muito corrosivos, materiais de limpeza inadequados, mistura de metais de ligas diferentes, contacto com água de todo o tipo e proveniência e a contaminação mais comum e menos falada é o contacto com fibras sintéticas provenientes da refinação dos hidrocarbonetos. Mas não fique preocupado, porque com o mínimo de cuidado facilmente de evitam esses problemas caro ilustre...
:D FMMRei :D

Avatar do Utilizador
numisiuris
Reinado D.Sebastião
Mensagens: 1049
Registado: sexta abr 11, 2014 7:07 am

Re: Cristalização da prata

Mensagempor numisiuris » terça ago 29, 2017 11:24 pm

Penso que o amigo Fernando está correcto quando diz que a acidez e a humidade podem acelerar este processo. Eu só li sobre ele aqui:
Imagem
photo upload
Imagem
photo upload

Retirei isto da net, mas já não me lembro de onde. Tenho impresso.

gladstonjafet
Escudinho da II República
Mensagens: 20
Registado: segunda jun 26, 2017 4:35 am

Re: Cristalização da prata

Mensagempor gladstonjafet » quarta ago 30, 2017 12:49 am

numisiuris Escreveu:Olá! Penso que está a confundir dois fenómenos diferentes. Esta é uma moeda cristalizada:
Imagem
Vêm-se as texturas típicas resultantes da aglomeração dos cristais à superfície.

Já o fenómeno de que fala, é diferente. E é raro, penso. Não mostra normalmente sinais à superfície, mas o interior apresenta-se todo granulado, parecendo cerâmica. Será isto?
Imagem

Exatamente amigo , a moeda fica parecendo uma bolacha , por fora de prata, por dentro esse recheio cor de areia que qualquer coisa faz ela quebrar ou esfarelar.
Vou postar o link de uma moeda minha a venda que apresenta este problema, e estou em dúvida.
https://jafetnumismatica.com.br/loja/moedas-de-prata/moeda-biblica-da-traicao-de-jesus-shekel-de-tyro-tetradracma-de-prata-de-demetrios-ii/

Amigo mais uma pergunta me veio a mente: Se é o 1º fenômeno o da cristalização da prata, a que fenômeno nos referimos quando falamos do 2º caso??
Última edição por gladstonjafet em quarta ago 30, 2017 1:10 am, editado 1 vez no total.

gladstonjafet
Escudinho da II República
Mensagens: 20
Registado: segunda jun 26, 2017 4:35 am

Re: Cristalização da prata

Mensagempor gladstonjafet » quarta ago 30, 2017 12:52 am

fernanrei Escreveu:Qualquer metal conhecido pode ser transformado em pó por acção de um determinado ácido, começa sempre dessa forma a refinação. O que acontece muitas vezes de forma natural é os metais, nomeadamente moedas, ficarem expostos a elementos muito ácidos que os corroem da mesma forma que o homem os processa numa refinaria, e algumas vezes o composto resultante pode cristalizar pelo facto de ficar em contacto com variadíssimos sais que existem na sua forma livre em tudo o que nos rodeia, especialmente a água por ser um poderoso solvente. No geral, essa cristalização pode ocupar o espaço físico do metal corroído e naturalmente o material resultante é muito vulnerável ao contacto violento, fracturando com muita facilidade. Ambos os fenómenos são frequentes nos objectos muito antigos e é muito comum encontrarem-se pedaços e história feitos de metal completamente cristalizados...

Obrigado nobre amigo !!!!

gladstonjafet
Escudinho da II República
Mensagens: 20
Registado: segunda jun 26, 2017 4:35 am

Re: Cristalização da prata

Mensagempor gladstonjafet » quarta ago 30, 2017 12:57 am

fernanrei Escreveu:
RubenGMelo Escreveu:Mas é um processo que ocorre naturalmente ou só ocorre quando a prata é exposta a determinados elementos!?

Existe forma de evitar que este processo ocorra!? Por exemplo isolado a moeda com micro-cera ou outra forma!

Quanto mais forte é o ácido mais rápido é o processo. Naturalmente, o tipo de tratamento que damos às nossas moedas é mais do que suficiente para atenuar e até mesmo evitar esse tipo de reacção química. Determinadas patinas também isolam as moedas, dependendo muito da forma como foram criadas mas desde que se evitem contaminações com agentes corrosivos, tais como; a gordura humana existente de forma muito abundante nas mãos, o nosso suor que além de cloretos também tem ácidos orgânicos muito corrosivos, materiais de limpeza inadequados, mistura de metais de ligas diferentes, contacto com água de todo o tipo e proveniência e a contaminação mais comum e menos falada é o contacto com fibras sintéticas provenientes da refinação dos hidrocarbonetos. Mas não fique preocupado, porque com o mínimo de cuidado facilmente de evitam esses problemas caro ilustre...

Obrigado nobre colega !!!!


Voltar para “Estados de Conservação”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante