Página 2 de 2

Re: NGC certificando moeda falsa??

Enviado: domingo jan 12, 2020 7:49 pm
por Lipe
Boa noite, embora esteja há pouco tempo neste fórum já deu para perceber, que há aqui pessoas que percebem muito de numismática Portuguesa e que o fazem só por paixão e cultura de um povo e uma nação... Eu mesmo sem conhecer algumas dessas pessoas pessoalmente,confio mais nelas do que nessas grandes empresas certificadoras.

Re: NGC certificando moeda falsa??

Enviado: domingo jan 12, 2020 9:33 pm
por gil costa
Eles já não sabem o que é uma moeda. Não se esqueçam que Numismas,ou lá o que é, e a grande Tauler e Fau não reconheceram o meu denário. Purinho, orgânico! Tirava o sono a pessoas que não querem saber de moedas para nada.
Os tipos passam 8 h por dia a olhar para moedas. Já não sabem o que é uma moeda há muito tempo.
Atenção que eu não acho mesmo nada que façam de propósito. De modo nenhum. É simples Neurologia.
A mesma coisa acontece a muitos colecionadores. Mas aos colecionadores que acontece é mais por mau gosto e ignorância. Por esta ordem.

A única solução que vejo para empresas certificadoras é garantirem a compra das moedas. Avaliam-nas em x e oferecem-se automaticamente para as comprar por (x-uma percentagem).

Todos os colecionadores deviam manter um espólio de moedas garantidamente verdadeira para não perderem de vista do que é o aspeto de uma moeda verdadeira.
(onde há moedas garantidamente verdadeiras? Eu tenho algumas; O sr. Pombo, de Alcácer do Sal, tinha arcas frigoríficas cheias delas; não são assim tão difíceis de arranjar.)

Já ninguém sabe sequer os tipos de corrosão natural. Isto é: o aspeto normal de uma moeda. Um assunto de que passo a vida a ver exemplos que para mim - que sei como uma moeda pode ficar com o tempo - são anedóticos. Mas os colecionadores e os peritos acham normal. Em alguns casos até já passou de normal para desejável! Eu acho que anda tudo tonto. É o que eu acho.

♫o sapo não lava o pé♪não lava porque não qué♫
[https://www.youtube.com/watch?v=0JkSpPZJDkE]


____
se girar é boa.

Se alguém tiver uma moeda - falsa ou o que seja - que não gire, diga o preço que estou interessado.
____
Quando digo "Neurologia" é complicado mas não é preciso complicar: basta lembrarem-se que se nos mostrarem a cara da direita nós achamos normal. Mais: não só achamos normal como achamos bem. É só isso.
e77d7a76c7a15ab73157a8a3db33834e--photo-retouching-photo-editing[1].jpg
___

Re: NGC certificando moeda falsa??

Enviado: quinta mai 14, 2020 2:00 pm
por RBNumis
Eu não confio em nenhum terceiro, menos ainda em empresas certificadoras. Os poucos slabs que adquiri, arrebentei-os à marreta. Já cansei de ver moedas brasileiras do Império, série Cruzados (1830-1849) falsas, graduadas pela NGC e PCGS, e vendidas no HA (Heritage Auctions).

Eu confio no meu conhecimento. Confio nos meus livros de numismática, confio na minha lupa, no meu microscópio, balança e paquímetro. Confio nos estudos de variantes de cunho.

Pra mencionar um exemplo que vi exatamente ontem: Como alguns aqui sabem, coleciono as moedas da Ucrânia. A moeda «50 anos da Vitória na Grande Guerra Patriótica 1941-1945» possui 2 versões:

Devido a um erro de cunhagem, (foi cunhada em Moscou, na Russia), a letra «У» na inscrição «ПЕРЕМОГА У ВЕЛИКІЙ ВІТЧИЗНЯНІЙ ВІЙНІ» (Vitória na Grande Guerra Patriótica) no reverso da moeda, saiu como um «X» em cerca de 4% dos exemplares (aproximadamente 10.000 exemplares). Quando o erro foi percebido, foi realizada a devida correção, mas já era tarde: Os exemplares com erro já estavam no mercado, nas mãos dos colecionadores, e a cópias “erradas” ainda disponíveis para venda não foram recolhidas pelo Banco Nacional da Ucrânia. Agora estas últimas são cotadas a cerca de 10 vezes o valor da moeda com a inscrição correta, sendo um bom investimento numismático.

Ao visualizá-la no Catálogo Krause-Mishler, o numismata percebe que há duas numerações para esta moeda: KM#10.1 e KM10.2, conforme a imagem abaixo:

Imagem

E aqui uma foto com os dois tipos:

Imagem

A moeda à esquerda é a comum, KM#10.2 (Ukrainian Letter «Y» like «Y/2» in legends.). Isto significa que a Letra ucraniana “Y” nas legendas se parece com um “Y/2”. (Um “Y” com uma “perninha” de “2”).

A moeda à direita é a rara, KM#10.1 (Ukrainian Letter «Y» looks similar to «X»). A letra ucraniana “Y” se parece mais com um “X”. É uma moeda relativamente difícil de conseguir, e mesmo no eBay e no Delcampe raramente aparecem, e são poucas as casas numismáticas na Ucrânia que a disponibilizam. Mesmo com numismatas ucranianos, não é fácil e a maioria já está em coleções particulares.

E agora, vejam só que "maravilha" que a NGC produziu:

Imagem

Esse slab está a venda agora mesmo no eBay por US$ 45, o mesmo que cota o catálogo: https://www.ebay.com/itm/143106142351
Acontece, que trata-se da moeda comum, KM#10.2 (Ukrainian Letter «Y» like «Y/2» in legends), e que vale míseros US$ 7,50 e sendo encapsulada e certificada pela NGC como sendo a rara KM#10.1 (Ukrainian Letter «Y» looks similar to «X») que realmente vale os US$ 45.

Então, dá pra confiar em empresas graduadoras de moedas? Talvez eles sejam bons com as moedas deles, ou seja, as moedas americanas. Pra moedas estrangeiras, EU NÃO CONFIO.

Re: NGC certificando moeda falsa??

Enviado: segunda mai 18, 2020 9:10 pm
por gil costa
Ao fim de 3 emails o mais que consegui foi este semi-reconhecimento do erro
("it appears" = "parece")

Dear Mr. Costa,

..... The coin that you are linking to is labeled as "Y resembles X" but it appears that it should be "Y resembles Y/2".

Thank you,

Lisa

_______
Sem grande surpresa não se importam com mais nada a não ser ir despachando a clientela.
(sem sombra de dúvida ainda não descobriram que ganhariam muito mais dinheiro se se importassem.
Muito mai$.)

Mencionei que não seria difícil arranjar um protocolo para corrigir os possíveis (e normais) erros.
Nada.
Isso não é problema deles. O negócio deles é despachar os tontos que gastam dinheiro com eles.

♪♫o sapo não lava o pé ♫♪ não lava porque não quer♪

Eu preferia sustentar um porco a pão de ló do que alimentar tal selvageria.

Re: NGC certificando moeda falsa??

Enviado: terça mai 26, 2020 12:27 am
por Alberto Paashaus
O tanto de carimbos falsos que entram nas caixinhas, vocês não fazem ideia...

Re: NGC certificando moeda falsa??

Enviado: terça mai 26, 2020 4:45 pm
por doliveirarod
Eu não confio em nenhum terceiro, menos ainda em empresas certificadoras. Os poucos slabs que adquiri, arrebentei-os à marreta. Já cansei de ver moedas brasileiras do Império, série Cruzados (1830-1849) falsas, graduadas pela NGC e PCGS, e vendidas no HA (Heritage Auctions).
Então, dá pra confiar em empresas graduadoras de moedas? Talvez eles sejam bons com as moedas deles, ou seja, as moedas americanas. Pra moedas estrangeiras, EU NÃO CONFIO.
Eu confio no meu conhecimento. Confio nos meus livros de numismática, confio na minha lupa, no meu microscópio, balança e paquímetro. Confio nos estudos de variantes de cunho.

Resumiu exatamente o que eu penso e digo, pelos mesmos motivos.

Slab quebro todos, com exceção de peças mais polêmicas, por uma questão só de mercado mesmo.

Re: NGC certificando moeda falsa??

Enviado: sexta mai 29, 2020 2:49 pm
por Rodrigues
Creio que existe muita ilusão nesse mercado numismático de uma forma geral. Não acredito, por exemplo, nesses preços de moedas "raras" vendidas em grandes leilões. Acho que existe na verdade um trade em torno disso, apenas mais um meio de alguns poucos ganharem dinheiro em cima de uma ilusão que muitos alimentam. É mais fácil ganhar cinco vezes seguidas na Mega Sena (nome que se dá a loteria aqui no Brasil) do que um anônimo (pessoa comum, sem conexões no mundo dos grandes negócios) ficar milionário com uma moeda "rara". Esses preços astronômicos atribuídos a moedas americanas por sua suposta raridade não encontram correspondência com exemplares de outros países, até muito mais escassos. Posso citar como exemplos: o Índio de D. Manuel I (cunhado em 1499 e que só são conhecidos dois exemplares no mundo), o 640 réis Cruz Latina de 1695 (apenas dois exemplares conhecidos), a Peça da Coroação de 1822 (16 exemplares conhecidos) ou o 960 réis de 1809 (apenas um único exemplar conhecido). Se essas moedas fossem colocadas à venda, por certo, encontrariam propostas de valores elevados, mas acredito que nada perto do que se paga pelas moedas americanas, que chegam a milhões de dólares; tanto que aqui no Brasil quem possui moedas de valor considerável tem que vender fora do país, porque aqui não encontra compradores. Coleciono porque sou um amante da história e da numismática, mas tenho a conviccão que para muita gente, que sonha em possuir uma "fortuna" em casa, há uma grande ilusão.