600 reis,Foi moeda,foi medalha e ainda é reproduzida

Discussões sobre numismática que não se enquadrem nos restantes forums
soga80
Reinado D.Afonso III
Mensagens: 1794
Registado: sábado dez 20, 2014 6:31 pm
Localização: Leiria

Re: 600 reis,Foi moeda,foi medalha e ainda é reproduzida

Mensagempor soga80 » terça fev 16, 2016 11:15 am

Boas informações ...

Destrans
Reinado D.Dinis
Mensagens: 1562
Registado: quinta dez 23, 2004 9:20 pm
Localização: Aldeia da Roupa Branca

Re: 600 reis,Foi moeda,foi medalha e ainda é reproduzida

Mensagempor Destrans » terça fev 16, 2016 4:25 pm

Sobre a recunhagem de1946

Medalha comemorativa do tricentenário da consagração de Nossa Senhora como Padroeira do Reino (1946)
:read: https://medalhasportuguesas.wordpress.c ... conceicao/

Avatar do Utilizador
carlos47
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 4497
Registado: terça jul 26, 2011 2:04 pm
Localização: olhão
Contacto:

Re: 600 reis,Foi moeda,foi medalha e ainda é reproduzida

Mensagempor carlos47 » terça fev 16, 2016 5:57 pm

o que me faz muita confusão sao as cunhagens recentes, como colecções philae ou art galerie
são copias perfeitas em peso e dimensão,como são autorizadas? as marcas que colocam podem passar despercebidas ou até apagadas

Avatar do Utilizador
carlos47
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 4497
Registado: terça jul 26, 2011 2:04 pm
Localização: olhão
Contacto:

Re: 600 reis,Foi moeda,foi medalha e ainda é reproduzida

Mensagempor carlos47 » terça fev 16, 2016 7:01 pm

não é isso que deduzo ao ler o que foi escrito (a partir de passagem 47)

edito para explicar que foram apagadas mensagens anteriores, e que justificavam o que escrevi
Última edição por carlos47 em sexta fev 19, 2016 11:56 pm, editado 1 vez no total.

Avatar do Utilizador
dmoura
Reinado D.Maria I
Mensagens: 474
Registado: quarta jan 19, 2011 6:47 pm

Re: 600 reis,Foi moeda,foi medalha e ainda é reproduzida

Mensagempor dmoura » terça fev 16, 2016 7:48 pm

carlos47 Escreveu:o que me faz muita confusão sao as cunhagens recentes, como colecções philae ou art galerie
são copias perfeitas em peso e dimensão,como são autorizadas? as marcas que colocam podem passar despercebidas ou até apagadas


Realemente a Conceição é sempre uma moeda iconica da nossa numária por todo o seu significado. Eu tenho uma dessas que o Carlos refere, saiu à uns anos na compra de um conhecido jornal, e não apresenta qualquer marca de copia ou reprodução. Referente ao peso e dimensão não tenho certezas mas vou verificar...

Rerefrente a recunhagens, tirando a emissão da medalha em 1946 e em que já não se conseguiram aproveitar os cunhos que existiam na casa da moeda por estarem estalados, tinha a ideia que já anteriormente se tinham feito recunhagens ainda com esses cunhos (aliás teria sido numa dessas que o cunho original estalou). Conseguirá algum dos colegas confirmar esta situação? A ser o caso, como se distinguiriam as moedas da época das recunhagens? um autentico "bico-de-obra" imagino... :think:

P.S.- Conseui encontrar a situação das recunhagens:

"Batalha Reis chama a atenção para a recunhagem da Conceiçao efectuada no século XIX, em 1890, por ocasião da visita da Rainha D. Amélia à Casa da Moeda, com os primitivos cunhos de 1648. Essa recunhagem fez com que os cunhos se fendessem , sendo claramente visível a fenda dos cunhos nesses exemplares, do bordo junto à fonte, passando perto dos pés da Virgem até ao horto."

Esta última recunhagem e que teve lugar em 1890 foi realizada com os cumhos abertos no reinado de D. João V. A sua utilização em modernas prensas de cunhar a vapor, de grande potência, fez o rachar dos cunhos, que ficaram inutilizados.
Última edição por dmoura em terça fev 16, 2016 9:20 pm, editado 2 vezes no total.
D. Moura

Avatar do Utilizador
dmoura
Reinado D.Maria I
Mensagens: 474
Registado: quarta jan 19, 2011 6:47 pm

Re: 600 reis,Foi moeda,foi medalha e ainda é reproduzida

Mensagempor dmoura » terça fev 16, 2016 7:55 pm

Jorge Silva Escreveu:Temos que entender que a moeda original foi batida a martelo, e nenhuma dessas das imagens o parece ter sido, será assim ?


Segundo: http://moedas-comemorativas.blogspot.pt ... eicao.html

"Esta moeda marca também uma tentativa de melhoramento dos processos na arte de amoedação. Com efeito, essas moedas foram as únicas que se bateram com o novo engenho que acabava de chegar a Portugal em 1649, sobressaindo por isso notavelmente, o seu aspecto entre as demais correntes ao tempo e batidas pelo velho processo do martelo. "

Ou seja, já não foi batida a martelo, até porque ã martelo o cunho teria de ter sido muito mais simples...

“Por quanto Sua Magestade foi servido mandar que se lavrassem moedas de ouro e prata com a imagem santa da virgem santíssima nossa senhora da conceipçaõ, feitas no engenho que veio de França; o juis da moeda faça lavrar logo as ditas moedas na forma e maneira que já se lavravaõ asin de ouro como de prata, procurando se lavrem e façaõ alguas, as mais que se possa, athé oito deste mês de Dezembro, dia da conceipçaõ, para o que se lhe passará Alvará.”
D. Moura

Avatar do Utilizador
carlos47
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 4497
Registado: terça jul 26, 2011 2:04 pm
Localização: olhão
Contacto:

Re: 600 reis,Foi moeda,foi medalha e ainda é reproduzida

Mensagempor carlos47 » terça fev 16, 2016 8:16 pm

mas está bem explicito que foi balancé

A Conceição, moeda de um tributo nacional
Terá sido deste preito de vassalagem que surgiu a ideia de se mandar cunhar
uma moeda especial, alusiva à Senhora da Conceição, para com ela se pagar o tributo
anual de cinquenta cruzados de ouro (24$000 réis).
Apesar de não existirem registos que nos orientem sobre as medidas preliminares
então tomadas, com vista à preparação dessa cunhagem tão especial, concretizada
em Dezembro de 1650, um olhar atento sobre as moedas portuguesas de ouro e de
prata da época, fabricadas “a martelo”, com o seu pobre desenho e pior acabamento,
diz-nos que o rei de Portugal não dispunha de gravadores habilidosos e experientes,
que abrissem os ferros necessários para uma gravura artística com a imagem da
Senhora, nem maquinaria própria para cunhar tão grande e espessa moeda, além da
força dos braços dos moedeiros.
No estrangeiro, particularmente nos estados da Alemanha, amoedações com
grandes módulos, superiores a 44 mm e artísticas gravuras, fruto de um florescente
desenvolvimento das artes do Renascimento (os famosos taler de prata), eram
correntes durante todo o século XVI. Já então essas moedas eram cunhadas por
processos mecânicos, cujo aperfeiçoamento resultaria na invenção do balancé de
parafuso, cerca de 1550, juntamente com o laminador de metal e o saca-bocados
dos discos a cunhar. O seu uso generalizou-se depois por toda a Europa (primeiro
na França, desde 1641; na Grã-Bretanha, desde 1652 e no mesmo ano chegou aos
estados Americanos), não sem antes ter sido travada uma batalha com os moedeiros
tradicionais, que viam os seus postos de trabalho ameaçados pela nova máquina.
Sabe-se que um engenho desses, provavelmente um balancé de média dimensão
(com uma potência média de 10 toneladas de força), com os seus dois braços
terminados em bolas de chumbo, foi encomendado em França, juntamente com um
cunho apenas, com a imagem da Senhora da Conceição, tendo chegado a Lisboa em
final de 1649. Foi seu portador António Routier, conforme os documentos que serão
transcritos mais adiante.
Tudo indica que esse cunho francês da face alusiva e comemorativa da Virgem
Imaculada da Conceição, foi inspirado em desenhos feitos em Portugal, neles constando
uma complexa teia de atributos dos mistérios marianos e a era de 1648, do ano
em que foram gravados.
Os trabalhos de montagem e treino dos moedeiros na nova arte de cunhar decorreram
na Casa da Moeda de Lisboa por todo o ano de 1650, até à aprovação das
amostras das moedas de ouro e de prata enviadas ao rei e ao conselho da Fazenda,
como era hábito fazer e ainda hoje se pratica. Os trabalhos feitos terão envolvido,
não só a prática da estampagem mecânica, mas também o ensaio da melhor qualidade
dos discos metálicos a submeter ao cunho, seu diâmetro e peso, para um bom
enchimento das gravuras. Só depois de se ter fixado o peso das moedas de ouro e
de prata é que era possível atribuir-se-lhes um valor monetário, e não deixa de ser
significativo que a moeda da Conceição tenha acabado por ter um peso de prata e
um módulo rigorosamente conformes ao padrão dos “reales de A ocho” hispano-
-americanos, já então de grande circulação (peso de 28 g; módulo de 41 mm).
A sua cunhagem regular teve início em Dezembro desse ano, muito embora
nessa ocasião com o fim específico de cumprir o pagamento do tributo anual, devido
no dia da Senhora da Conceição, ou para algumas ofertas reais.
Mais um ano passa e, em Outubro de 1651, em data próxima da festa da
Conceição, e já depois das últimas alterações no valor da prata e do ouro, é promulgada
a lei que dá curso legal à moeda com a imagem da Padroeira de Portugal, a
primeira com inegável carácter comemorativo e também, a primeira a seguir a tendência
artística dos grandes dólares e escudos de prata europeus, ou seja, uma moeda
desenhada e cunhada com técnicas de medalha.
Daqui para diante, os registos oficiais são omissos e tudo o que dela se sabe é o
que rezam as crónicas.

edito para explicar que foram apagadas mensagens,anteriores a esta,o que justifica o que escrevi
Última edição por carlos47 em sexta fev 19, 2016 11:58 pm, editado 1 vez no total.

Avatar do Utilizador
dmoura
Reinado D.Maria I
Mensagens: 474
Registado: quarta jan 19, 2011 6:47 pm

Re: 600 reis,Foi moeda,foi medalha e ainda é reproduzida

Mensagempor dmoura » terça fev 16, 2016 9:17 pm

Mas a Conceição têm gravado o ano de 1648, ano em que foram abertos os cunhos, mas não foi apenas em 1649 só a 3 de Dezembro de 1649 que depois se cunhou?
Seria uma moeda com tanto pormenor para a altura ser ainda cunhada a martelo? Não foi uma das inovações da Conceição a grande diferenciação das moedas que circulavam à época pela sua qualidade e pormenor possiveis pelos novos "engenhos"?
Estas primeiras cunhagens de 48/49 não seriam mais reduzidas? Circularia já e depopis pelo alvará de 9 de Outubro de 1651 é que que passaram a ter uso corrente e foi fixado o seu valor em 12.000 réis para as de ouro e de 600 réis para as de prata?

Já tinha saudades de uma sessão de esclarecimentos destas :D Desde já Obrigado ao Carlos pela lembrança do tema e abertura do tópico :green:
D. Moura

soga80
Reinado D.Afonso III
Mensagens: 1794
Registado: sábado dez 20, 2014 6:31 pm
Localização: Leiria

Re: 600 reis,Foi moeda,foi medalha e ainda é reproduzida

Mensagempor soga80 » terça fev 16, 2016 9:44 pm

Obrigado

tiago.a
Reinado D.Miguel
Mensagens: 302
Registado: domingo dez 13, 2015 9:29 pm
Localização: Rio Tinto

Re: 600 reis,Foi moeda,foi medalha e ainda é reproduzida

Mensagempor tiago.a » terça fev 16, 2016 9:47 pm

Para mim este tópico está a ser impecável pois tinha esta moeda na minha lista de moedas a adquirir um dia e estou a ver que seria fácil de ser enganado por uma medalha.

Continuem a debater que eu não sei nada sobre a moeda e quero aprender! :D


Voltar para “Numismática em geral”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes