Fórum Numismática

Lugar de convívio de colecionadores de moedas, notas e outros artigos
Data/Hora: quinta dez 13, 2018 3:22 pm

Hora UTC




Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 19 mensagens ]  Ir para a página 1 2 Próximo
Autor Mensagem
MensagemEnviado: terça jul 17, 2018 12:34 pm 
Desligado
Senhor Escudo da I República
Avatar do Utilizador

Registado: terça jul 17, 2018 11:57 am
Mensagens: 35
Muito boa tarde,

Esta questão asola-me há anos e por mais que tente não consigo perceber a sua razão:

Alguém me poderia explicar por favor o porquê dos Escudos da Républica desvalorizarem tanto o seu valor Numismático a seguir á saida do Euro?
Não faz sentido para mim pois por norma o que atribui valor a algo resume-se a Procura; Oferta e raridade!

Dou-vos por exemplo uma moeda especifica: 20$ Ponte Salazar- 1966 -Prata! Esta moeda em 1988 estava catalogada a 2.000$ ou a 4.000$ ( não me lembro já exatamente qual dos dois valores era o correto na altura), porque razão se já na altura não era produzida, decaiu este valor até aos actuais 4-5€?!
Não deveria ter-se tornado ainda mais rara e valiosa? Até porque apesar de ainda hoje serem muito fáceis de encontrar, muitas e muitas delas devem com certeza ter sido fundidas! o que a
meu ver deveria ter reforçado ainda mais o seu valor.

Muito obrigado pelo vosso tempo na minha questão, e peço desculpa se realmente for muito básica, mas realmente é algo que me atormenta a alma desde a adolescência, e nunca me foi explicado devidamente!

_________________
"Especialista é alguém que lhe diz uma coisa simples, de maneira confusa, de tal forma a fazer você pensar que a confusão é culpa sua."

- Albert Einstein -


Topo
   
MensagemEnviado: quarta jul 18, 2018 6:09 am 
Desligado
Reinado D.Afonso III
Avatar do Utilizador

Registado: sexta abr 11, 2014 7:07 am
Mensagens: 1723
Bom dia!

Existem vários factores para a questão que aponta.

O primeiro deles talvez seja o declínio do número de coleccionadores. As modas estão sempre associadas a pensamentos grupais. Quando a visão do mundo muda, surgem novos grupos e novos pensamentos. A sociedade altera-se. Deixa de existir um estado novo propagandista. Deixa de existir o "orgulho na pátria" e todas essas coisas que depois geram um certo fascínio pela história. Que vinham de manuais de escola primária, direccionados e instrumentalizados, com versões bem agradáveis de muitos episódios históricos. Enfim..., sedutores... Mas essa geração não acaba com o fim do estado novo. Porque por um cair da cadeira não quer dizer que se finem todos. E o pensamento grupal vai permanecendo. Mas os indivíduos do grupo vão desaparecendo. E sendo substituídos por outros, que tiveram manuais diferentes e acesso a muitas outras coisas... No fim disso, quem seja verdadeiramente curioso acaba por não ter necessariamente que navegar entre 4 ou 5 mares, porque tem à sua disposição uma miríade deles. E o pensamento grupal desfaz-se. Ou fragmenta-se. E desgarega os "não curiosos" (aqueles que são arrastados pelo glamour do grupo - usualmente a parte mais numerosa do bando). E passamos a viver num mundo de homens contemporâneos. Que já não têm medo do pecado nem procuram a salvação pela honra, confrontados que estão com aquilo a que chamam absurdo. E pronto, de uma penada é mais fixe ter o bonequinho do yoda do que o ceitil do manel. (Aliás, quem é o manel? Em que filmes é que ele entrou?)

Prosseguindo... Quando o grupo era grande e movido pelas mesmas paixões "toda a gente queria ter". Mas no banco apanhava-as quem coleccionava na altura. E quem vinha de novo? Bem, esses tinham que comprar a comerciantes, que tinham comprado no banco. E que se organizavam para manter certos preços. E a coisa corria bem. E quem fazia o catálogo de vez em quando dava uma ajudinha. Aliás, preços escritos em folhas sempre os houve para todos os gostos. E, novamente de uma penada, a ninguém arrepiaria que a moeda da ponte salazar já valesse 2000$00. Só que ninguém se lembrava que o estado novo já tinha acabado e que as pessoas que foram formadas nele, e que compunham um grande bando grupal, educado pelos mesmos manuais e habituado a achar que os reis que o Veloso Salgado pintava eram mesmo assim, acabariam por lentamente se extinguir, sem ser conseguida a necessária renovação do bando em número equivalente de participantes...

Pois que... a dada altura chega a crise. Já com o bando moribundo... E se o pessoal vivesse todo só das moedas, se calhar nem se tinha dado o que se deu. Só que os entalanços existem e funcionam como peças de dominó. E se falta aqui tem que se pôr dali. E a dada altura há armazéns cheios de moedas e gente com falta de dinheiro. E isso é como uma crise na bolsa. É começar a vender e não parar, porque quanto mais tempo passa mais barato se vende...

E eis que, de um modo mais visível se calhar, muitos descobrem uma verdade universal da esmagadora maioria das moedas (na República, salvo 5 ou 6, nenhuma lhe escapa) - elas existem em muito maior número do que os coleccionadores. Logo talvez devessem valer o preço do metal...

Mais curioso ainda é perceber que certas peças realmente raras passam desapercebidas aos olhos do mercado e às vezes até dos catálogos. Mas enfim, se o anterior bando ainda queria saber o que diziam as letras das moedas comemorativas (ensinado que foi a ler naqueles quatro anos de escola), este que lhe sucedeu já só liga mesmo ao rasto (talvez porque 9 anos de escola cansem mais que quatro).

No demais, isto é tudo muito falacioso na medida em que pecar por generalização, mas não me parece deixar de assegurar uma tendência válida, que talvez ajude a responder a muitas perguntas.

Não lhe quero inculcar sentimentos de culpa nem confundi-lo ainda mais. Podia ter explicado estas minhas ideias por tópicos objectivos e sintéticos, mas sei que não me ia dar gosto. E assim talvez isto anime! ;)


Topo
   
MensagemEnviado: quarta jul 18, 2018 6:43 am 
Desligado
Reinado D.Manuel II
Avatar do Utilizador

Registado: terça mar 22, 2011 7:37 am
Mensagens: 98
:clap3: :clap3: :clap3:


Topo
   
MensagemEnviado: quarta jul 18, 2018 7:26 am 
Desligado
Reinado D.Manuel II
Avatar do Utilizador

Registado: quarta abr 02, 2014 3:23 pm
Mensagens: 64
Localização: AVEIRO
Tenho o catálogo do F. da Silava de 1998, antes do EURO e o valor apontado para BELA é de 350$00, 3,75€.

Se houve desvalorização, não tem a haver com o EURO...

_________________
Cumprimentos,
Manuel Silva.
____________________________
Volta escudinho, estás perdoado.
▒▒▒▒░░░░░░░
▒▒▒██░░░░░░
▒▒▒▒░░░░░░░


Topo
   
MensagemEnviado: quarta jul 18, 2018 7:38 am 
Desligado
Reinado D.Afonso III
Avatar do Utilizador

Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Mensagens: 1784
Localização: Leiria (Distrito)
Concordo, plenamente, com a opinião do Iuri embora ache que deveria ter utilizado a palavra bando entre aspas, dado
que, popularmente, de uma forma geral essa palavra é associada a grupo de marginais, malfeitores, bandidos, etc. o que, notoriamente, não é o caso ... :thumbupleft:

_________________
Cumprimentos,
Sílvio Silva


Topo
   
MensagemEnviado: quarta jul 18, 2018 7:42 am 
Desligado
Reinado D.Afonso Henriques

Registado: domingo dez 12, 2010 10:27 pm
Mensagens: 3024
mds67 Escreveu:
Tenho o catálogo do F. da Silava de 1998, antes do EURO e o valor apontado para BELA é de 350$00, 3,75€.

Se houve desvalorização, não tem a haver com o EURO...


350 escudos corresponde a cerca de 1,75 euros. :beer:


Topo
   
MensagemEnviado: quarta jul 18, 2018 7:44 am 
Desligado
Reinado D.Afonso Henriques

Registado: domingo dez 12, 2010 10:27 pm
Mensagens: 3024
A premissa deste post parece-me errada ou, pelo menos, o exemplo dado não está correcto. A moeda de 20 escudos de 1966 nunca teve os valores de catálogo referidos, longe disso. Logo, as cotações actuais até são significativamente mais elevadas do que na altura, isto sem desconto do efeito inflação, note-se.


Topo
   
MensagemEnviado: quarta jul 18, 2018 8:22 am 
Desligado
Senhor Escudo da I República
Avatar do Utilizador

Registado: terça jul 17, 2018 11:57 am
Mensagens: 35
A todos o meu muito obrigado pelas vossas respostas!

Se o valor dado como exemplo está incorrecto apresento desde já as minhas desculpas pois não o tirei de documento nenhum no presente, apenas me fiei na minha memória, que obviamente pode estar errada, visto que tenho no momento 48 anos de idade e o episódio que relato aconteceu quando eu tinha á volta dos meus 17/18 anos. Obviamente a mente prega-nos partidas, mas era capaz de jurar que num catalogo da Altura essa moeda esteve cotada a 2.000$. Tanto que o que me lembro com exatidão desse episódio foi de o comprador ( que me queria dar a volta) me dizer que nunca me pagaria 2.000$ por ela...era uma moeda de 20$ logo era isso que me pagaria…!

Mas se os colegas foristas me garantem que nunca teve esse valor, peço desculpa pela confusão, e preduro na questão base apenas. O porquê de moedas de Escudo não demostrarem uma valorização maior a seguir á entrada do Euro!

De qualquer forma a resposta do Numisiuris, a qual amplamente aplaudo pela sua brilhante composição, já me responde á questão.

Muito obrigado a todos pela vossa participação na clarificação da minha questão e pelo vosso tempo na mesma!

_________________
"Especialista é alguém que lhe diz uma coisa simples, de maneira confusa, de tal forma a fazer você pensar que a confusão é culpa sua."

- Albert Einstein -


Topo
   
MensagemEnviado: quarta jul 18, 2018 11:02 am 
Desligado
Reinado D.Sancho I
Avatar do Utilizador

Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm
Mensagens: 2855
Caro Draconicus, a explicação do Iuri é excelente e com certeza que já o esclareceu, mas faço questão de o relembrar de algo que sabe de certeza. O valor monetário está sempre associado à lei da procura e da oferta, mas será sempre importante referir que existem sábios na arte de criar a necessidade, ou o contrário :thumbupleft:

_________________
:D FMMRei :D


Topo
   
MensagemEnviado: quarta jul 18, 2018 12:51 pm 
Desligado
Senhor Escudo da I República
Avatar do Utilizador

Registado: terça jul 17, 2018 11:57 am
Mensagens: 35
fernanrei Escreveu:
Caro Draconicus, a explicação do Iuri é excelente e com certeza que já o esclareceu, mas faço questão de o relembrar de algo que sabe de certeza. O valor monetário está sempre associado à lei da procura e da oferta, mas será sempre importante referir que existem sábios na arte de criar a necessidade, ou o contrário :thumbupleft:


Tem toda a razão caro amigo. No fundo no fundo a resposta a esta minha grande questão pode se resumir a : Como em tudo, existe sempre, quem de alguma forma acabe sempre por monopolizar o Mercado!

Por destino ou pouca sorte, toda a vêz que questionei alguém sobre este assunto, sempre obtive a mesma resposta…: A culpa é ou foi do Euro! O qual por si só e fazendo apenas um exercicio de senso comum, não me parecia ser a razão absoluta!

Pessoalmente como eu sinto ter uma ligação muito sentimental com o Escudo, muito em especial com o das décadas de 40,50,60 e 70, talvez a minha noção de que deveria estar mais valorizado acabe por ser fruto de um sentimento pessoal assoberbado!

Mas mesmo reconhecendo esse factor que me pode iludir, creio que por lógica, e num mundo "perfeito", o velhinho Escudo deveria estar a valer mais do que o que vale!

Bem haja a todos! :)

_________________
"Especialista é alguém que lhe diz uma coisa simples, de maneira confusa, de tal forma a fazer você pensar que a confusão é culpa sua."

- Albert Einstein -


Topo
   
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 19 mensagens ]  Ir para a página 1 2 Próximo

Hora UTC


Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Pesquisar por:
Ir para:  
cron
Desenvolvido por phpBB® Forum Software © phpBB Limited
Traduzido por: phpBB Portugal