Fórum Numismática

Lugar de convívio de colecionadores de moedas, notas e outros artigos
Data/Hora: terça dez 18, 2018 9:11 pm

Hora UTC




Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 16 mensagens ]  Ir para a página 1 2 Próximo
Autor Mensagem
MensagemEnviado: terça fev 21, 2012 1:12 pm 
Desligado
Reinado D.Afonso Henriques

Registado: segunda abr 04, 2005 11:31 am
Mensagens: 4334
Localização: Barcelos - Portugal
Vintém de D.João II - Qual a refª no catálogo de Alberto Gomes?

Este vintém de escudo com bordadura, lançado em Lisboa e no Porto, por volta de 1489, é classificado no grupo 16 do catálogo, com a variante do L invertido.
No grupo 16 não é referenciada a variante «IOANES» no reverso.

ImagemImagem

Anverso: +IOHANES:II:R:P:ET:A:D:G
Reverso: +IOANES:II:R:P:ET:A:D:GVN

A destacar também o P aberto nas duas faces.

_________________
José Matos


Última edição por Alfonsvs em sábado mai 05, 2012 4:45 pm, editado 2 vezes no total.

Topo
   
MensagemEnviado: terça fev 21, 2012 9:45 pm 
Desligado
Reinado D.Afonso V

Registado: sexta set 30, 2011 8:58 pm
Mensagens: 1235
Belo Vintém :thumbs:


Topo
   
MensagemEnviado: terça fev 21, 2012 10:22 pm 
Desligado
Reinado D.Dinis

Registado: quinta out 11, 2007 8:12 pm
Mensagens: 1644
O anverso é Gomes tipo 16, L invertido. O problema está no reverso. O reverso não está referenciado em Gomes. E sempre achei estranho que no Gomes só fossem referidos vintens com IOANIS, IOHANES e IOhANES (com NN direitos e invertidos) e não aparecesse nenhuma moeda com IOANES (sem H).
Ferraro Vaz, por acaso (!), refere um Vintém Po cujo reverso é IOANES. Estamos a referir-nos a moedas com escudo com bordadura.
O Sr. José Rodrigues Marinho está a fazer o estudo e catalogação de um achado de Vinténs de D. João II. Irei contactá-lo no sentido de saber se são raros os vinténs com a legenda IOANES. JSalgado


Topo
   
MensagemEnviado: quinta mar 08, 2012 11:48 pm 
Desligado
Reinado D.Afonso Henriques

Registado: segunda abr 04, 2005 11:31 am
Mensagens: 4334
Localização: Barcelos - Portugal
jsalgado2007 Escreveu:
O anverso é Gomes tipo 16, L invertido. O problema está no reverso. O reverso não está referenciado em Gomes. E sempre achei estranho que no Gomes só fossem referidos vintens com IOANIS, IOHANES e IOhANES (com NN direitos e invertidos) e não aparecesse nenhuma moeda com IOANES (sem H).
Ferraro Vaz, por acaso (!), refere um Vintém Po cujo reverso é IOANES. Estamos a referir-nos a moedas com escudo com bordadura.
O Sr. José Rodrigues Marinho está a fazer o estudo e catalogação de um achado de Vinténs de D. João II. Irei contactá-lo no sentido de saber se são raros os vinténs com a legenda IOANES. JSalgado


Obrigado amigo Jaime, pelo comentário atento.

Depois de muito procurar encontrei este vintém igual ao meu, com IOANES no reverso, no catálogo do Museu Histórico do Rio de Janeiro
ImagemImagem

ImagemImagem

_________________
José Matos


Topo
   
MensagemEnviado: sexta mar 09, 2012 2:55 am 
Desligado
Reinado D.Sancho I

Registado: sábado nov 06, 2004 12:18 am
Mensagens: 2594
:)


Última edição por RuiFB em quarta fev 06, 2013 2:46 am, editado 1 vez no total.

Topo
   
MensagemEnviado: sexta mar 09, 2012 12:30 pm 
Desligado
Reinado D.Dinis

Registado: quinta out 11, 2007 8:12 pm
Mensagens: 1644
As moedas são tão parecidas que eu diria que foram feitas do mesmo cunho.


Topo
   
MensagemEnviado: sexta mar 09, 2012 12:50 pm 
Desligado
Reinado D.Pedro II
Avatar do Utilizador

Registado: domingo mar 29, 2009 9:18 am
Mensagens: 640
Localização: Setúbal, Portugal
jsalgado2007 Escreveu:
As moedas são tão parecidas que eu diria que foram feitas do mesmo cunho.


Também sou da mesma opinião.

_________________
Cumprimentos


Vítor Madeira


Topo
   
MensagemEnviado: terça mar 13, 2012 1:39 pm 
Desligado
Reinado D.Afonso VI

Registado: terça jul 05, 2005 4:03 pm
Mensagens: 696
Localização: Portugal
Que me perdoe Alfonsvs mas vou comentar a sua moeda.
Só para ver se percebo algo de moedas(pois acho que cada vez percebo menos).

Tanta polémica tem havido sobre falsetes na numismática
Ponho questões que gostava que fossem comentadas para aprender

Uma moeda para ser falsificada seja por que método ele fôr!!!não precisa o fálsário do original ,para fazer uma cópia?!!!!!?????????,neste caso uma é do museu?!!!

é possivel uma moeda batida haver 2 iguais verdadeiras (de cunho ambas as faces iguais)mesmo que o disco ou módulo seja diferente??

Nestas moedas em que uma é do Alfonsvs é possivel que uma delas seja falsa?
É que praticamente só o disco é que é diferente?!!!os resaltos ,o excesso de metal de eventuais falhas (na matriz)desgastes parecidos, entupimentos ou a matriz mal aberta que dá origem ao P aberto.etc etc....Gostava sinceramente de ouvir muitos mais comentários sem medo até de alguém levar a mal ,pois só assim se aprende a evitar talvez possiveis peças falsas .e a saber identificar uma peça falsa mais fácilmente ??!Ou não é para todos e só para alguns....


Ou seja chamar as coisas pelos nomes e agarrar o bicho pelos chifres


Topo
   
MensagemEnviado: terça mar 13, 2012 9:00 pm 
Desligado
Reinado D.Afonso Henriques

Registado: segunda abr 04, 2005 11:31 am
Mensagens: 4334
Localização: Barcelos - Portugal
Amigo Martins, esta é uma coincidência engraçada e concordo que merece ser estudada. :)

O vintém que comprei em Fevereiro passado na feira do Tuela, na banca de um dos melhores comerciantes de Lisboa, foi barato (+- 80 euros) tal como são as várias dezenas classificadas no catálogo de Alberto Gomes.
Se é mais escasso pela falta do H no reverso em IOANES, nem o vendedor nem eu reparamos nisso. Foi depois do comentário do amigo Jaime Salgado que procurei nas centenas de publicações que tenho e lá descobri o do museu do Rio de Janeiro.
Naquela altura, por volta de 1489, não sei quantas moedas era possível cunhar com dois pares de cunhos. Possivelmente umas centenas até se partir, ou ficar sem qualidade nos detalhes.
Como o Rui já adiantou e bem as moedas eram feitas com cuidado, com duas ou mais batidas do martelo no cunho móvel, como mostram as pequenas ouréolas à volta de alguns pontos e letras.
Daqui já se conclui, pelo menos, que foi cunhada e não fundida.

O Museu Histórico Nacional, criado em 1922, no âmbito das comemorações do Centenário da Independência, é o maior museu de história do Brasil e deve grande parte do acervo de numismática portuguesa à doação de um português, António Pedro de Andrade, que emigrou para o Brasil no início do século XX.

Vamos estudar os pormenores com uma posição diferente das imagens:

ImagemImagem
ImagemImagem

Lógicamente que depois de duas ou mais batidas os pormenores na cunhagem de duas moedas com o mesmo cunho teem que revelar todos os detalhes dos dois cunhos. Apenas as oureolas que revelam a quantidade de batidas são diferentes.

Os riscos no interior do D no reverso, serão resultado de remoção de lixo com ponta metálica. Ainda ficou alguma ali ao lado direito do escudo.

_________________
José Matos


Topo
   
MensagemEnviado: quarta mar 14, 2012 8:26 am 
Desligado
Reinado D.Afonso VI

Registado: terça jul 05, 2005 4:03 pm
Mensagens: 696
Localização: Portugal
Bonito cumentário e os meus parabéns pelo vintem.É no dialogo que se aprende uns com os outros.
As moedas realmente apaixonam.
Elas sabem falar e se expressar ,nós é que temos que as saber ouvir.
Grande abraço
:beer:


Topo
   
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 16 mensagens ]  Ir para a página 1 2 Próximo

Hora UTC


Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Pesquisar por:
Ir para:  
Desenvolvido por phpBB® Forum Software © phpBB Limited
Traduzido por: phpBB Portugal