Colecção Numismática do NOVO BANCO

Sites e programas relacionados com a numismática

Moderador: Moderador de Honra

Avatar do Utilizador
silvio2
Reinado D.Afonso V
Mensagens: 1204
Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Localização: Leiria (Distrito)

Colecção Numismática do NOVO BANCO

Mensagempor silvio2 » domingo set 17, 2017 3:54 pm

Os tesouros escondidos do BES

A colecção de moedas, a mais importante do país, pode valer 25 milhões de euros ...

Ricardo Salgado não se espantou com o pedido do empresário para que o ajudasse a manter completa a sua colecção
de mais de 13 mil moedas. Conhecia Carlos Marques da Costa há 40 anos, sabia da paixão dele pela numismática. Os
dois encontravam-se em Portugal e até no Rio de Janeiro, para onde parte da família Espírito Santo se mudou depois
da revolução de 74. Marques da Costa falava-lhe do andamento dos negócios – a Lusiteca, que fundou, e que criou, nos anos 70, os caramelos Penha e as pastilhas Gorila; e da colecção de numismática, que reunia moedas cunhadas em território português, até antes da fundação de Portugal – algumas muito raras. Em 2008, por proposta de Ricardo Salgado, o BES adquiriu a colecção do empresário, três anos antes de Marques da Costa morrer. E o Novo Banco herdou-a a 3 de Agosto, por deliberação do Banco de Portugal. A colecção BES Numismática está exposta numa sala de alta segurança, num dos pisos subterrâneos da sede do banco, na Av. da Liberdade, pronta para ser visitada, mas de portas fechadas (o Novo Banco não explica porquê). Fontes contactadas pela SÁBADO estimam que valha mais de 25 milhões de euros. "Nunca tinha sido reunida uma colecção tão completa e em tão bom estado de conservação", escreveu Marques da Costa no texto que assina no livro sobre a colecção, editado em 2008 pelo BES, e onde explica que, por isso, sentiu ser sua obrigação "tudo fazer para que [o conjunto] não se dispersasse".
Ao longo de 30 anos, reuniu peças cunhadas por mais de 40 Reis, Rainhas, governadores e regentes, também nas colónias.

A moeda perdida na Suíça

Marques da Costa era um numismata conhecido. "Era muitas vezes o primeiro para quem os vendedores ligavam quando tinham novidades", disse à SÁBADO um amigo. O empresário chegava a viajar de propósito para participar em leilões. Normalmente arrebatava as peças que queria, mas houve excepções: um dia não conseguiu uma moeda que o tinha feito ir à Suíça. "Era uma rara, cunhada por D. João V [Rei de Portugal entre 1707 e 1750]", recordou à SÁBADO o mesmo amigo. O coleccionador entrou na sala confiante mas a licitação, que começara nos 5 mil francos suíços (cerca de 4 mil euros), não parara de subir – havia "um indivíduo muito mal vestido" que cobria sempre a oferta, e que acabou por ficar com a moeda quando a licitação atingiu os 100 mil francos (mais de 80 mil euros) – Marques da Costa desistiu.
O coleccionador ficou tão chateado que o homem foi pedir-lhe desculpa. "Mas porque é que você deu tanto dinheiro por aquela moeda?", perguntou-lhe o empresário. O rapaz, ainda ensonado, respondeu: "Eu não percebo nada de moedas. Sou só funcionário do consulado do Brasil em Genebra. Acordaram-me para vir aqui comprar esta moeda para o Banco do Brasil e disseram que não importava o preço." Entre as moedas raras da BES Numismática (a mais importante do País, dizem vários especialistas contactados pela SÁBADO) está uma peça de ouro com um diâmetro de 32 milímetros e peso de 14,32 gramas, cunhada por D. Pedro I, Rei do Brasil (1822-1831), para assinalar a sua coroação.
E porque é que é rara?
Porque o Rei não gostou de se ver com uma coroa de louros e mandou suspender a cunhagem.
Deste lado do Atlântico, aconteceu o mesmo: D. Maria II (que subiu ao trono oficialmente em 1826, mas só governou a partir de 1834) não gostou de se ver numa moeda de 1833, que ficou conhecida como "Degolada" – na moeda vê-se a cabeça da Rainha, de perfil, com o pescoço cortado. A imagem trazia-lhe à memória as cabeças saídas da guilhotina na revolução francesa – descontinuou-a.
...//...

(Fonte:http://www.SABADO.pt/dinheiro/detalhe/os-tesouros-escondidos-do-bes)

Ver a Colecção, aqui Imagem http://nbnumismatica.com/

(São cerca de 14.000 moedas (das quais, cerca de 13.000 da Colecção Carlos Marques da Costa), quatro dinastias, mais de quatro dezenas de Reis, Rainhas, Governadores e Regentes. Da colecção fazem parte moedas da época dos Romanos, dos Suevos, dos Visigodos e dos Muçulmanos. Existem moedas de toda a comunidade lusófona, ensaios, contos para contar, pesos monetários, notas e cédulas).
Cumprimentos,
Sílvio Silva

Avatar do Utilizador
mariosrib
Reinado D.Carlos
Mensagens: 144
Registado: quarta dez 02, 2009 12:21 am

Re: Colecção Numismática do NOVO BANCO

Mensagempor mariosrib » quarta set 20, 2017 9:40 am

Parece ser bastante interessante...
O mais "engraçado" é que no site tem escrito em todo o lado "Contacte-nos e venha conhecê-la!" mas eu não vejo o contacto em lado nenhum.... ou sou eu que estou a ver mal ?!? :think:
Melhores Cumprimentos
Mário Sampaio Ribeiro

Avatar do Utilizador
Jorge Silva
Moderador
Mensagens: 8024
Registado: terça mai 09, 2006 5:57 pm
Localização: Moita

Re: Colecção Numismática do NOVO BANCO

Mensagempor Jorge Silva » quarta set 20, 2017 8:17 pm

Cumprimentos

Jorge Silva

" A medalha deve ser acarinhada como uma arte nobre da escultura ".

https://betaleiloes.net/os_meus_leiloes.php


Voltar para “Sites e Programas”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 3 visitantes