Carimbos Coroados - Alvará de 26 de fevereiro de 1643

Moedas cunhadas desde D.Afonso I até D.Pedro P.Regente

Moderadores: palves, LMACHADO, numisiuris, crislaine, Jacinto Silva, Praça, Moderador de Honra

Alberto Paashaus
Reinado D.Fernando
Mensagens: 1376
Registado: segunda jul 10, 2006 8:48 pm
Localização: Braga - Portugal
Contacto:

Carimbos Coroados - Alvará de 26 de fevereiro de 1643

Mensagempor Alberto Paashaus » sexta ago 01, 2008 11:35 pm

Carimbos Coroados - Alvará de 26 de fevereiro de 1643

(O tópico está nas moedas do Brasil, mas como também é de interesse da Cunhagem da Manual, achei por bem colocá-lo aqui também)

Até a primeira metade do século XVII, a circulação monetária brasileira era composta basicamente de moedas espanholas e de suas colônias sul-americanas e moedas portuguesas. Contudo, a circulação de moeda metálica era muitíssimo reduzida, sendo seu uso circunscrito apenas ao uso da Administração Colonial. A principal moeda do país eram as mercadorias, destacadamente o açúcar e o algodão.

A primeira série de moedas contramarcadas para o Brasil deveu-se ao Álvará de 26 de fevereiro de 1643. Nele, o valor da pataca foi aumentado em 50% em relação ao seu valor anterior em réis.

Os carimbos coroados da primeira série são muito raros. Sua circulação ocorreu tanto no Brasil quanto em Portugal, sendo que os carimbos coroados de 120 Réis e 60 Réis são exclusivamente do Brasil, criados pelo levantamento de 1652 (Carta Régia de 22 de novembro de 1652). Muitos autores tentam distinguir onde os carimbos foram apostos, o que para mim é matéria de nulo efeito, pois nenhum documento afirma onde cada tipo foi aposto. No Brasil as patacas foram carimbadas nas oficinas moentárias de Salvador, Pernambuco, São Vicente, Maranhão, Rio de Janeiro (ver extrato do Alvará, que menciona os locais de contramarcação).

O Álvará de 1643 indica que somente as patacas deveriam ser carimbadas, contudo encontramos carimbos sobre moeda portuguesa, o que consititui raro erro, muito procurado. Ainda temos as sucessivas combinações com outros carimbos dos levantamentos posteriores.

Em relação a preços, a matéria é muito subjetiva. Há quem padronize o preço pelo carimbo, mas acredito que é mais prudente usar-se uma combinação de fatores, como a conservação da base e sua raridade, bem como a do próprio carimbo, tipo de coroa, etc. Chega a ser absurdo, mas realmente cada moeda é um tipo diferente, e por isso o preço deve variar dentro de certos limites.

Carimbos Coroados de 480 Réis


Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem


Combinações e erros:

Carimbo Coroado de 480 Réis com Carimbo Coroado de 600 Réis (1663)
Carimbo Coroado de 480 Réis com Carimbo Coroado de 600 Réis (1663) com Esfera Coroada (1688)
Carimbo Coroado de 480 Réis sobre Cruzado



Carimbo Coroado de 240 Réis


Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Combinações e erros:

Carimbo Coroado de 240 Réis com Carimbo Coroado de 300 Réis (1663)
Carimbo Coroado de 240 Réis com Carimbo Coroado de 300 Réis (1663) com Esfera Coroada (1688)
Carimbo Coroado de 240 Réis sobre Meio Cruzado
Carimbo Coroado de 240 Réis sobre Meio Cruzado com Carimbo de 300 Réis (1663) com nova orla e cordão (1688)


Carimbo Coroado de 120 Réis


Imagem


Combinações e erros:

Carimbo Coroado de 120 Réis com Carimbo Coroado de 150 Réis (1663)
Carimbo Coroado de 120 Réis sobre Tostão

Obs.: Os carimbos de 120 Réis desta série são encimados por coroa. Não havendo coroa sobre o carimbo, ele se encaixa na série de 1642, exclusivamente portuguesa.


Carimbo Coroado de 60 Réis

Imagem

Combinações e erros:

Carimbo Coroado de 60 Réis sobre Real Dobrado Português.

Obs.: Os carimbos de 60 Réis desta série são encimados por coroa. Não havendo coroa sobre o carimbo, ele se encaixa na série de 1642, exclusivamente portuguesa.



Álvará de 26 de fevereiro de 1643

Eu, El-Rei, faço saber aos que este meu alvará virem, que, havendo respeito ao grande damno que seguia a meus Reinos e Vasallos de se levarem delles as patacas e meias patacas, pela utilidade que se recebia na qualidade e bondade de prata - e considerando o meio com que se podia atalhar:

Houve por bem de resolver que os ditos reales se cunhem com esta marca (logar da marca) e que valha cada pataca 480 réis e cada meio a esse respeito, que é o valor extrinseco, que ha de ter cada uma.

E que depois de cunhadas se responda a seus donos, por cada uma 400 réis, e a 200 réis pór cada meia - e que os mais crescimentos, que vem a ser a 20 por cento, fiquem para minha Fazenda, e para os gastos do mesmo cunho.

E para que esse effeito haja neste Reino tres Casas, demais da desta cidade, em que os ditos reales se cunhem - a saber, na Cidade do Porto, na Cidade de Evora, e na do Faro, no Reino do Algarve, e fóra delle, nas Conquistas, nas Cidades de Salvador, Bahia de Todos os Santos, e o Rio de Janeiro, do Estado do Brazil, e no Maranhão, Ilhas de S. Thomé, Cabo Verde, Terceira, S. Miguel, e da Madeira.


Pelo que mando a todas as pessoas dos ditos meus Reinos, de qualquer qualidade e condição que sejam, levem às ditas Casas da Moeda todas as patacas e meias patacas que tiverem, dentro de quatro mezes, que se começarão a contar do dia da publicação deste em diante, que o será, assim nesta Cidade, como em todas as mais Villas e Logares destes Reinos, e Conquistas, pera o que se enviarão os traslados authenticos deste meu Alvará, a que se dará tão inteiro cumprimento, como ao original:

Com communicação que, sendo passado o dito termo de quatro mezes, todas as patacas e meia patacas que forem achadas sem o dito cunho, serão tomadas por perdidas às pessoas que as tiverem, e incorrerão nais mais penas que por minhas Leis são dadas a quem é achada moeda falsa.

E este se registrará na Casa da Moeda desta cidade, no Livro aonde se registram os semelhantes, e valerá, como se fosse Carta feita em meu nome, e passada pela minha Chancellaria, posto que por ella não passe, sem embargo das Ordenações do livro 2º titulo 39 e 40 em contrario.

Paschoal de Azevedo o fez, em Lisboa, a 26 de Fevereiro de 1643. João Pereira de Bittancourt o fiz escrever. = REI.

Posto que no Alvará retro e supra escripto se declare que, depois de cunhadas as patacas, se responda a seus donos por cada uma a 400 réis, e a 200 por cada meia, e que os mais crescimentos, que vem a ser a 20 por cento, fiquem para minha Fazenda - declaro que, considerando o valor intrinseo de cada uma dellas, que são 320 réis, dando se aos donos um cruzado, e quatro vinténs para minha Fazenda, vem a ser 25 por cento, e não a 20; que em substancia é o que contém o dito Alvará, o qual com esta Apostilha se cumprirá, tão inteiramente como nella se contém, sem duvida nem contradicção alguma.

Bartholomeu de Araujo o fez, em Lisboa, a 8 de março de 1643. = REI
Ajudem-me a recuperar minhas moedas furtadas por algum funcionário dos vergonhosos e mal administrados Correios do Brasil. Agradeço!

Link para as moedas:

viewtopic.php?f=51&t=42341


Alberto Paashaus

Avatar do Utilizador
doliveirarod
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 15050
Registado: terça nov 09, 2004 2:50 am
Localização: Brasil

Re: Carimbos Coroados - Alvará de 26 de fevereiro de 1643

Mensagempor doliveirarod » sábado ago 02, 2008 1:46 am

Parabéns!
Vai p/ o inamovível.
:biggthumpup:
http://www.megaleiloes.com/leiloes.php? ... liveirarod ML - http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_14426169
"O colecionador é um homem mais feliz"
DIGA "NÃO" ÀS FALSIFICAÇÕES CHINESAS - Não colabore com mercado criminoso

Avatar do Utilizador
Pedro Matos
Reinado D.Carlos
Mensagens: 132
Registado: sexta ago 22, 2008 7:12 pm
Localização: Póvoa de Varzim

Mensagempor Pedro Matos » quinta ago 28, 2008 11:44 am

Excelente tópico, sem dúvida!
Pedro Matos

NIL SATIS NISI OPTIUM

Oswaldo
Reinado D.Pedro V
Mensagens: 212
Registado: terça nov 08, 2005 9:25 pm
Localização: Trofa

Mensagempor Oswaldo » quarta out 08, 2008 3:45 pm

meus parabens e agradecimentos,pois aquí aprende-se. :biggthumpup: :biggthumpup: :biggthumpup:

Donovan
Escudinho da II República
Mensagens: 10
Registado: quinta fev 12, 2009 1:41 pm

Mensagempor Donovan » domingo fev 15, 2009 4:30 pm

Meus parabens a pesquisa

Avatar do Utilizador
JorgeP
Reinado D.Luís
Mensagens: 194
Registado: sexta jul 10, 2009 9:39 pm
Localização: V.N.Gaia
Contacto:

Re: Carimbos Coroados - Alvará de 26 de fevereiro de 1643

Mensagempor JorgeP » quarta jul 15, 2009 11:10 pm

Realmente este fórum é espetacular e tem tópicos interessantíssimos.
Parabéns pelo trabalho realizado. Está de facto um tópico interessantíssimo.
Cumprimentos,
Jorge Pacheco

Avatar do Utilizador
numismatica_bentes
Reinado D.Filipe II
Mensagens: 836
Registado: quarta set 19, 2007 1:01 pm
Localização: Italia
Contacto:

Re: Carimbos Coroados - Alvará de 26 de fevereiro de 1643

Mensagempor numismatica_bentes » segunda nov 22, 2010 2:41 pm

Um esclarecimento:

Com relação ao carimbo 60 coroado, aplicado exclusivamente no Brasil, de acordo com a Carta Régia de 1652.

Em seu Catálogo de Moedas Brasileiras, Prober faz referência apenas ao carimbo 120, nada dizendo em relação ao carimbo 60 coroado; e o faz por duas vezes, desta forma NÃO justificando um possível esquecimento.

A pergunta que gostaria de colocar para um debate sobre este - apesar de confuso, por possuir pouco material elucidativo - apaixonante assunto é a seguinte:

Por que motivo Prober não incluiu o carimbo 60 coroado entre os aplicados sob o governo de D. João IV em macuquinas ? :(

Avatar do Utilizador
PedroRodrigues
Reinado D.Carlos
Mensagens: 146
Registado: terça mar 23, 2010 12:41 pm
Localização: Águas Santas - Maia

Re: Carimbos Coroados - Alvará de 26 de fevereiro de 1643

Mensagempor PedroRodrigues » segunda nov 22, 2010 3:39 pm

:clap3: :clap3: :clap3:
Pedro Rodrigues
"Carpe diem" - aproveita o momento

Avatar do Utilizador
Tostão
Reinado D.Miguel
Mensagens: 337
Registado: terça fev 26, 2008 4:50 pm
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: Carimbos Coroados - Alvará de 26 de fevereiro de 1643

Mensagempor Tostão » segunda nov 22, 2010 4:56 pm

Excelente pedaço de história :claps: :claps:
Luís Gregório

Alguns têm na vida um grande sonho e faltam a esse sonho. Outros não têm na vida nenhum sonho, e faltam a esse também.

Alberto Paashaus
Reinado D.Fernando
Mensagens: 1376
Registado: segunda jul 10, 2006 8:48 pm
Localização: Braga - Portugal
Contacto:

Re: Carimbos Coroados - Alvará de 26 de fevereiro de 1643

Mensagempor Alberto Paashaus » terça nov 30, 2010 5:56 pm

Por que motivo Prober não incluiu o carimbo 60 coroado entre os aplicados sob o governo de D. João IV em macuquinas ?



Pergunta sempre pertinente, Fernando. O bom do verdadeiro investigador é ver o furo de alguma informação e podee basear ela em bibliografia, que muita gente negligencia em se falando de numismática, especialmente no Brasil (não é à-toa que estás na Itália :erofl: )


Quando escrevi este post em 2008 eu estava no início das minhas pesquisas bibliográficas sobre carimbos coroados e para escrevê-lo usei como base os pseudo-catálogos nacionais (na verdade listas mal-feitas de preços) e não utilizei o Prober, infelizmente (ainda o melhor catálogo de moedas brasileiras).

Até hoje não encontrei evidências de que o carimbo de 60 réis em macuquinhas seja verdadeiro ou até mesmo existam. Não existem fotos de moedas com este carimbo e nenhuma indicação em catálogos mais antigos deste tipo de moeda. Nem mesmo a lei de 1643 fala desses carimbos e bem verdade é que as moedas de 1 real de prata estavam por um tempo com a circulação proibida na Colônia.

Colocá-los aqui foi, de fato, errado, uma vez que caí na mesmice de "encaixar a série" com o valor menor.

Quem está me acompanhando de perto aqui no fórum sabe que estou com dias bem corridos, mas oportunamente deverei atualizar esta seção com informações mais adequadas em relação ao carimbo de 60 réis. É bem parecido com a situação dos carimbos de 125, 150 e 200 réis (ver na seção das moedas coloniais brasileiras).
Ajudem-me a recuperar minhas moedas furtadas por algum funcionário dos vergonhosos e mal administrados Correios do Brasil. Agradeço!

Link para as moedas:

viewtopic.php?f=51&t=42341


Alberto Paashaus


Voltar para “Monarquia Portuguesa - Cunhagem Manual”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante