Portugal - 1.000$00 Chapa 2 - espécime

Informação e discussão de temas relacionados com a notafilia portuguesa

Moderadores: José Duarte, Moderador de Honra

Mensagem
Autor
Avatar do Utilizador
tm1950
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 10637
Registado: sexta nov 05, 2004 10:15 pm
Localização: S. João do Estoril - Lisboa

Portugal - 1.000$00 Chapa 2 - espécime

#1 Mensagem por tm1950 » quarta set 24, 2014 10:28 am

No próximo leilão da Spink temos uma nota curiosa: trata-se de um espécime do fabricante da nota de 1.000$00 Ch2.
O que considero mais interessante é que nesse exemplar com a efígie de António Feliciano de Castilho está impressa Chapa 1, que, como sabemos, foi impressa com a efígie de Luís de Camões. Outra curiosidade é ter a data de 28 de Julho de 1920 que é data que consta na nota de Luís de Camões.
É bem possível que inicialmente estivesse prevista a inclusão da efígie de Feliciano de Castilho e mais tarde se tenha alterado para Luís de Camões.
Estamos perante um exemplar com história e que ficaria bem na Fundação ACM. :thumbs:

Imagem

O espécime do fabricante com o tipo de nota aprovado:
Imagem


Celso.
Saúde e Fraternidade.
Os meus leilões

Avatar do Utilizador
tm1950
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 10637
Registado: sexta nov 05, 2004 10:15 pm
Localização: S. João do Estoril - Lisboa

Re: Portugal - 1.000$00 Chapa 2 - espécime

#2 Mensagem por tm1950 » quinta out 02, 2014 9:24 pm

A praça valorizou mais o espécime de Luís de Camões - 6500 libras, de martelo. Curiosamente, eu preferia a de Feliciano de Castilho que saiu por 4.000, de martelo.
Celso.
Saúde e Fraternidade.
Os meus leilões

ManuelPiresHortaRosa
Reinado D.Miguel
Mensagens: 348
Registado: quarta set 11, 2013 7:41 am
Localização: Holanda - Santana de Cambas (Mértola)

Re: Portugal - 1.000$00 Chapa 2 - espécime

#3 Mensagem por ManuelPiresHortaRosa » sexta out 03, 2014 10:52 am

Primeira nota de 1000 escudos.
Chapa A: Duque da Terceira, (118 000) # emitidas, data 10 de julho de 1920.
Imagem
Imagem

Avatar do Utilizador
tm1950
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 10637
Registado: sexta nov 05, 2004 10:15 pm
Localização: S. João do Estoril - Lisboa

Re: Portugal - 1.000$00 Chapa 2 - espécime

#4 Mensagem por tm1950 » sexta out 03, 2014 9:49 pm

Será genuína esta Chapa A? :thumbupleft:
Celso.
Saúde e Fraternidade.
Os meus leilões

SANCHO
Reinado D.Afonso III
Mensagens: 1726
Registado: terça abr 29, 2008 12:12 am

Re: Portugal - 1.000$00 Chapa 2 - espécime

#5 Mensagem por SANCHO » sexta out 03, 2014 11:00 pm

Aproveitando um link de alta resolução que o Spink disponibilisou e por serem muito menos conhecidos, aqui vão os versos dos 1000 escudos Camões e Castilho.

Imagem

Imagem

Avatar do Utilizador
valdemar1959
Reinado D.Sancho I
Mensagens: 2439
Registado: domingo ago 09, 2009 5:28 pm
Localização: Torres Vedras

Re: Portugal - 1.000$00 Chapa 2 - espécime

#6 Mensagem por valdemar1959 » sábado out 04, 2014 12:19 am

Linda nota. Não conhecia! :)

Obrigado pela partilha da imagem amigo Sancho! :thumbs:

Um abraço,
Valdemar Pereira

As minhas Vendas! viewtopic.php?f=25&t=117756

RuiAB
Reinado D.Carlos
Mensagens: 112
Registado: terça ago 12, 2014 2:00 pm
Localização: Braga

Re: Portugal - 1.000$00 Chapa 2 - espécime

#7 Mensagem por RuiAB » sábado out 04, 2014 5:52 am

:bowyellow:

ManuelPiresHortaRosa
Reinado D.Miguel
Mensagens: 348
Registado: quarta set 11, 2013 7:41 am
Localização: Holanda - Santana de Cambas (Mértola)

Re: Portugal - 1.000$00 Chapa 2 - espécime

#8 Mensagem por ManuelPiresHortaRosa » domingo out 12, 2014 11:40 am

ManuelPiresHortaRosa Escreveu:Primeira nota de 1000 escudos.
Chapa A: Duque da Terceira, (118 000) # emitidas, data 10 de julho de 1920.
Imagem
Imagem
Tudo indica que esta chapa é verdadeiramente genuína, tendo funcionado como teste á aceitação pública de uma nota de tão elevado valor para aquela época tendo circulado durante pouco tempo.
No fabrico aplicaram-se técnicas de grande simplicidade, o único processo de impressão foi o tipográfico.
O papel usado foi o excedente da emissão de 20.000 Réis, Ouro chapa 6, este é de fabrico manual, sem ser aparado, bastante grosso, e apresenta uma marca de agua com a legenda Banco de Portugal, exposta em duas linhas e ainda os numeros '20' nesta chapa encobridos por ornamentos.
Relativamente a esta nota, apresenta não ter circulado, devido á grande dimensão 196 x 136 mm foi dorbrada pelo que o vinco central é bem notável.
Gostaria a quem tenha esta nota ou mais conhecimentos de mostrar aqui no fórum.
Saudações cordiais,
Manuel

Avatar do Utilizador
tm1950
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 10637
Registado: sexta nov 05, 2004 10:15 pm
Localização: S. João do Estoril - Lisboa

Re: Portugal - 1.000$00 Chapa 2 - espécime

#9 Mensagem por tm1950 » domingo out 12, 2014 4:14 pm

As notas da Chapa A são muito raras, talvez mais do que as Chapas 1 e 2.
Não me lembro de ver algum exemplar à venda, nem conheço quem tenha. Eventualmente a da ex-colecção Carlos Costa poderá ser genuína.
Talvez até a Fundação ACM tenha dúvidas sobre a autenticidade do seu exemplar, ou exemplares.
Existem no mercado umas falsificações (talvez da época) que apresentam pouca circulação e vinco central.
Não sei se esse seu exemplar será genuíno, mas convirá verificar. O facto de aparecer a marca de água "BANCO DE", no reverso, de forma tão nítida poderá não ser um bom indício. Uma análise mais atenta é fundamental, eventualmente comparando-a com os dois exemplares referidos.
Celso.
Saúde e Fraternidade.
Os meus leilões

ManuelPiresHortaRosa
Reinado D.Miguel
Mensagens: 348
Registado: quarta set 11, 2013 7:41 am
Localização: Holanda - Santana de Cambas (Mértola)

Re: Portugal - 1.000$00 Chapa 2 - espécime

#10 Mensagem por ManuelPiresHortaRosa » terça out 14, 2014 8:03 am

Caro Celso,
Efectivamente estamos sempre a aprender, depois de fazer uma análise muito mais atenta verifiquei que este exemplar não é genuíno. :(
A qualidade de o papel, de fabrico manual, sem ser aparado e as técnicas de grande simplicidade aplicadas nesta chapa dão a entender à primeira apreciação que poderia ser um exemplar original, mas não, a marca de água não é verdadeira e o acabamento das gravuras deixa algo a desejar comparando-as com a Especime ilustrada no Livro de Papel Moeda do Banco de Portugal.
Temos aqui uma falsificação (talvez da época) mas mesmo assim penso eu com algum interesse! não sei se na altura o Alves dos Reis não tinha já iniciado as suas malandrices!
Sei que em Lisboa, numa casa de Numismatica, foi mostrado um exemplar com as mesmas características deste meu, apresentando igualmente pouca circulação e vinco central.

Manuel

Responder

Voltar para “Notas Portuguesas”