Moedas de 100 Escudos comemorativas

Desde a primeira moeda da República até às últimas em 2001

Moderadores: smertola, Moderador de Honra

Mensagem
Autor
Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6870
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Moedas de 100 Escudos comemorativas

#31 Mensagem por fernanrei » sábado out 10, 2020 9:14 am

100 escudos 1989 - Ilhas Canárias

As ilhas Canárias são conhecidas desde a Antiguidade: existem relatos fidedignos e vestígios arqueológicos da presença cartaginesa na ilha. Foram descritas no período greco-romano a partir da obra de Juba II, rei da Numídia, que as mandou reconhecer e que, afirma-se, por nelas ter encontrado grande números de cães, deu-lhes o nome de "Canárias" ("ilhas dos cães"). São referidas por autores posteriores como "Ilhas Afortunadas".

Ano: 1989
Valor Facial: 100 escudos
Metal: cuproníquel 75/25
Acabamento: normal
Diâmetro: 34 mm
Peso: 16,5 g +/- 1,5%
Bordo: serrilhado
Eixo: horizontal
Tiragem: 2.087.000
Escultor: Raul Machado
Legislação: Decreto-Lei nº 343/89, de 11 de Outubro

Bibliografia
INCM - Imprensa Nacional - Casa da Moeda - www incm.pt
Diário da República Electrónico - www.dre.pt
Wikipédia - pt.wikipedia.org
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.


"Quod erat demonstrandum"

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6870
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Moedas de 100 Escudos comemorativas

#32 Mensagem por fernanrei » segunda out 12, 2020 6:24 pm

100 escudos 1989 - Madeira Porto Santo

As ilhas do arquipélago da Madeira já seriam conhecidas antes da chegada dos portugueses, a crer em referências presentes em obras, bem como na representação destas em cartas geográficas. Entre as obras que se referem à Madeira salientam-se passagens do Libro del Conocimiento (1348-1349), obra de um frade mendicante espanhol na qual as ilhas são referidas pelo nome de Leiname, Diserta e Puerto Santo. Um ano após a descoberta de Porto Santo por João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira, os dois navegadores em conjunto com Bartolomeu Perestrelo, chegam à ilha da Madeira em 1419.

Série: II Série dos Descobrimentos Portugueses – A Conquista do Atlântico
Ano: 1989
Valor Facial: 100 escudos
Metal: cuproníquel 75/25
Acabamento: normal
Diâmetro: 34 mm
Peso: 16,5 +/- 1,5%
Bordo: serrilhado
Eixo: horizontal
Tiragem: 2.087.000
Escultor: Isabel Carriço e Fernando Branco
Legislação: Decreto-Lei nº 343/89, de 11 de Outubro

Bibliografia
INCM - Imprensa Nacional - Casa da Moeda - www incm.pt
Diário da República Electrónico - www.dre.pt
Wikipédia - pt.wikipedia.org
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
"Quod erat demonstrandum"

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6870
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Moedas de 100 Escudos comemorativas

#33 Mensagem por fernanrei » quarta out 14, 2020 9:14 pm

É pena estas moedas estarem tão esquecidas. Além das excelentes gravuras, os temas também são muito interessantes.
"Quod erat demonstrandum"

Avatar do Utilizador
LSalema
Reinado D.Henrique
Mensagens: 964
Registado: quarta mai 09, 2018 1:16 am

Re: Moedas de 100 Escudos comemorativas

#34 Mensagem por LSalema » quarta out 14, 2020 11:55 pm

fernanrei Escreveu:
quarta out 14, 2020 9:14 pm
É pena estas moedas estarem tão esquecidas. Além das excelentes gravuras, os temas também são muito interessantes.
Estas moedas são lindas, ganha de goleada das moedas do euro. :thumbs:
Cumprimentos,
Lincoln Salema
Rio de Janeiro, RJ - Brasil
O que amar o dinheiro nunca se fartará de dinheiro (Ec 5.10a)
https://www.delcampe.net/en_GB/collecta ... incoln2307
http://lsalema-sdumont.blogspot.com/

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6870
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Moedas de 100 Escudos comemorativas

#35 Mensagem por fernanrei » sexta out 16, 2020 5:52 pm

LSalema Escreveu:
quarta out 14, 2020 11:55 pm
fernanrei Escreveu:
quarta out 14, 2020 9:14 pm
É pena estas moedas estarem tão esquecidas. Além das excelentes gravuras, os temas também são muito interessantes.
Estas moedas são lindas, ganha de goleada das moedas do euro. :thumbs:
Sem dúvida alguma :thumbupleft:
"Quod erat demonstrandum"

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6870
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Moedas de 100 Escudos comemorativas

#36 Mensagem por fernanrei » sexta out 16, 2020 7:11 pm

100 escudos 1990 - Camilo Castelo Branco

De entre as figuras mais notáveis das letras portuguesas, Camilo Castelo Branco (1825-1890) é justamente considerado como o mais fecundo dos escritores portugueses do século XIX. Embora tenha cultivado os géneros literários mais diversos, desde a poesia, o drama, o ensaio, a história literária e a historiografia, foi sobretudo como ficcionista de grandes recursos e estilo poderoso que a sua obra se afirmaria como um dos mais ricos monumentos da língua portuguesa.

Ano: 1990
Valor Facial: 100 escudos
Metal: cuproníquel 75/25
Acabamento: normal
Diâmetro: 33 mm
Peso: 15 g +/- 1,5%
Bordo: serrilhado
Eixo: horizontal
Tiragem: 1.000.000
Escultor: Irene Vilar
Legislação: Decreto-Lei nº 363/90, de 23 de Novembro

Bibliografia
INCM - Imprensa Nacional - Casa da Moeda - www incm.pt
Diário da República Electrónico - www.dre.pt
Wikipédia - pt.wikipedia.org
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
"Quod erat demonstrandum"

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6870
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Moedas de 100 Escudos comemorativas

#37 Mensagem por fernanrei » sábado out 17, 2020 5:34 pm

100 escudos 1990 - Restauração da Independência

A Restauração da Independência é a designação dada à revolta iniciada em 1 de Dezembro de 1640 contra a tentativa de anulação da independência do Reino de Portugal por parte da dinastia filipina, e que vem a culminar com a instauração da Dinastia Portuguesa da casa de Bragança. É comemorada anualmente em Portugal por um feriado no dia 1 de Dezembro. D. Sebastião, um rei jovem e aventureiro, habituado a ouvir as façanhas das cruzadas e histórias de conquistas além-mar, quis conquistar o Norte de África em sua luta contra os mouros. Na batalha de Alcácer Quibir no Norte de África, os portugueses foram derrotados e D. Sebastião desapareceu. E os guerreiros diziam cada um a sua história. O desaparecimento de D. Sebastião (1557-1578) na batalha de Alcácer-Quibir, apesar da sucessão do Cardeal D. Henrique (1578-1580), deu origem a uma crise dinástica.

Ano: 1990
Valor Facial: 100 escudos
Metal: cuproníquel 75/25
Acabamento: normal
Diâmetro: 33
Peso: 15 g +/- 1,5%
Bordo: serrilhado
Eixo: horizontal
Tiragem: 1.000.000
Escultor: António Marinho
Legislação: Decreto-Lei nº 364/90, de 24 de Novembro

Bibliografia
INCM - Imprensa Nacional - Casa da Moeda - www incm.pt
Diário da República Electrónico - www.dre.pt
Wikipédia - pt.wikipedia.org
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
"Quod erat demonstrandum"

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6870
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Moedas de 100 Escudos comemorativas

#38 Mensagem por fernanrei » quarta out 21, 2020 6:30 pm

100 escudos 1995 - 50º Aniversário da FAO

Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO, sigla de Food and Agriculture Organization) é uma organização das Nações Unidas cujo objectivo declarado é elevar os níveis de nutrição e de desenvolvimento rural. Para isso, realiza programas de melhoria da eficiência na produção, elaboração, comercialização e distribuição de alimentos e produtos agro-pecuários de granjas, bosques e pescarias. Também é missão deste organismo preparar as nações em desenvolvimento para fazer frente a situações de emergência alimentar. Em certos casos, também presta socorro a populações famélicas.

Ano: 1995
Valor Facial: 100 escudos
Metal: bimetálica
Acabamento: normal
Diâmetro: 25 mm
Peso: 8,3 +/- 3,5%
Bordo: alternadamente liso e serrilhado
Eixo: horizontal
Tiragem: 500.000
Escultor: J. Duarte
Legislação: Decreto-Lei nº 123/95, de 31 de Maio

Bibliografia
INCM - Imprensa Nacional - Casa da Moeda - www incm.pt
Diário da República Electrónico - www.dre.pt
Wikipédia - pt.wikipedia.org
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
"Quod erat demonstrandum"

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6870
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Moedas de 100 Escudos comemorativas

#39 Mensagem por fernanrei » sábado out 24, 2020 10:42 am

100 escudos 1995 - D. António Prior do Crato

D. António I (Lisboa, 1531 – Paris, 26 de Agosto de 1595), mais conhecido pelo cognome de o Prior do Crato (e, mais raramente, como o Determinado, o Lutador ou o Independentista, pela ênfase posta no recobro da independência de Portugal), foi filho do Infante D. Luís e neto de D. Manuel I, pretendente ao trono durante a crise sucessória de 1580 e, segundo alguns historiadores, rei de Portugal (durante um breve espaço de tempo em 1580, no continente, e desde então até 1583, confinado aos Açores). Não consta geralmente na lista de reis de Portugal, contudo é historicamente correcto incluí-lo, pois não foi só aclamado rei, como reinou de facto, durante um curto período.

Ano: 1995
Valor Facial: 100 escudos
Metal: cuproníquel 75/25
Acabamento: normal
Diâmetro: 33 mm
Peso: 15 g +/- 1,5%
Bordo: serrilhado
Eixo: horizontal
Tiragem: 500.000
Escultor: Alípio Pinto
Legislação: Decreto-Lei nº 122/95, de 31 de Maio

Bibliografia
INCM - Imprensa Nacional - Casa da Moeda - www incm.pt
Diário da República Electrónico - www.dre.pt
Wikipédia - pt.wikipedia.org
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
"Quod erat demonstrandum"

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6870
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Moedas de 100 Escudos comemorativas

#40 Mensagem por fernanrei » sábado nov 21, 2020 9:01 am

É pena estas moedas não suscitarem muito interesse, gostaria de ver algumas das que por aí andam, principalmente as BNC e as Proof. :thumbupleft:
"Quod erat demonstrandum"

Responder

Voltar para “República Portuguesa”