O porquê da raridade de 2 Centavos Ferro??

Desde a primeira moeda da República até às últimas em 2001

Moderadores: smertola, Moderador de Honra

Mensagem
Autor
ruicb95
Senhor Escudo da I República
Mensagens: 39
Registado: domingo mar 24, 2019 12:35 pm

O porquê da raridade de 2 Centavos Ferro??

#1 Mensagem por ruicb95 » quinta ago 01, 2019 11:48 am

Bom dia!
Alguém me sabe dizer o motivo da raridade da moeda de 2 centavos de 1918 em Ferro? havia falta da liga de cobre? ou foram emitidas poucas nesse metal por algum motivo??

Cumprimentos :D



Avatar do Utilizador
Mmatos
Reinado D.João II
Mensagens: 1157
Registado: segunda nov 08, 2004 4:35 pm
Localização: Lisboa/Caxias

Re: O porquê da raridade de 2 Centavos Ferro??

#2 Mensagem por Mmatos » quinta ago 01, 2019 1:34 pm

Existia uma grande crise económica devido à 1ª grande guerra (1914-1918) e o País, como de costume, também não estava nas melhores condições económicas. As moedas foram cunhadas em ferro por ser um material mais barato e foi uma emissão de recurso.

Avatar do Utilizador
tm1950
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 10626
Registado: sexta nov 05, 2004 10:15 pm
Localização: S. João do Estoril - Lisboa

Re: O porquê da raridade de 2 Centavos Ferro??

#3 Mensagem por tm1950 » quinta ago 01, 2019 2:50 pm

A emissão foi baixa, cerca de 170.000 exemplares, e a taxa de recolha de 48,8% o que não deixa muitos exemplares disponíveis. Acresce que a liga passa a ferrugem com facilidade, se não tiver boas condições ambientais.
Tópico relacionado: http://www.forum-numismatica.com/viewto ... 5&t=120279
Celso.
Saúde e Fraternidade.
Os meus leilões

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6670
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: O porquê da raridade de 2 Centavos Ferro??

#4 Mensagem por fernanrei » quinta ago 01, 2019 4:02 pm

Mmatos Escreveu:
quinta ago 01, 2019 1:34 pm
Existia uma grande crise económica devido à 1ª grande guerra (1914-1918) e o País, como de costume, também não estava nas melhores condições económicas. As moedas foram cunhadas em ferro por ser um material mais barato e foi uma emissão de recurso.
Foram cunhadas em ferro barato e de má qualidade :biglaugh:
"Quod erat demonstrandum"

RuiFB
Reinado D.Sancho I
Mensagens: 2588
Registado: sábado nov 06, 2004 12:18 am

Re: O porquê da raridade de 2 Centavos Ferro??

#5 Mensagem por RuiFB » quinta ago 01, 2019 10:15 pm

Não considero que seja propriamente rara, é uma cara, um pouco como o Lobo e outras. Em havendo capital, compra-se com facilidade em qualquer estado. Claro que uma boa soberba "custa" mais um bocado, mas como espécime, é uma moeda comum.

ruicb95
Senhor Escudo da I República
Mensagens: 39
Registado: domingo mar 24, 2019 12:35 pm

Re: O porquê da raridade de 2 Centavos Ferro??

#6 Mensagem por ruicb95 » quinta ago 01, 2019 10:55 pm

Muito obrigado a todos pelas respostas! Mmatos, fernanrei, tm1950 e RuiFB!
Neste fórum estou sempre a aprender :D Creio que, apesar de uma liga fraca e barata, todas estas circunstâncias a tornam uma moeda diferente com o seu peso histórico interessante!

ruicb95
Senhor Escudo da I República
Mensagens: 39
Registado: domingo mar 24, 2019 12:35 pm

Re: O porquê da raridade de 2 Centavos Ferro??

#7 Mensagem por ruicb95 » quinta ago 01, 2019 10:58 pm

Sou ainda muito verde na numismática, por isso explicações como estas são muito boas para aprender! Hei-de saber onde encontrar estas peculiaridades e contextos históricos :thumbupleft:

Monge
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2034
Registado: quinta abr 26, 2012 10:59 pm

Re: O porquê da raridade de 2 Centavos Ferro??

#8 Mensagem por Monge » sexta ago 02, 2019 12:16 am

Mmatos Escreveu:
quinta ago 01, 2019 1:34 pm
Existia uma grande crise económica devido à 1ª grande guerra (1914-1918) e o País, como de costume, também não estava nas melhores condições económicas. As moedas foram cunhadas em ferro por ser um material mais barato e foi uma emissão de recurso.
Era mesmo um ferro de má qualidade e espessura variável pelo que as moedas apresentam grandes diferenças de peso.
Foi uma solução encontrada em muitos países durante as duas grandes guerras só que usando ferro de melhor qualidade.
Tenho muitas, de vários países. Apresento apenas as da Suécia para comparar a qualidade da moeda. Acrescento que estas três todas juntas não valem mais de 10 Euros.

Imagem

Avatar do Utilizador
tm1950
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 10626
Registado: sexta nov 05, 2004 10:15 pm
Localização: S. João do Estoril - Lisboa

Re: O porquê da raridade de 2 Centavos Ferro??

#9 Mensagem por tm1950 » sexta ago 02, 2019 11:05 am

O ferro utilizado na amoedação terá sido comprado à firma Orey Antunes, que o forneceu em arcos usados na tanoaria. A sua laminagem na Casa da Moeda deve ter-se revelado difícil dada a dureza da liga e, por isso, Francisco Magro encontrou espessuras diferentes e, consequentemente, pesos diferentes. Esta amoedação foi uma experiência de recurso, dado o preço do cobre, e que não voltou a repetir-se, tendo as moedas sido retiradas em 01Jan1927, sem honra nem glória.
Dos cerca de 170.000 exemplares emitidos não terão sido recolhidos cerca de 87.000, o que é não é muito para uma moeda com 100 anos. É impossível saber quantos exemplares existem ainda, mas será fácil aceitar que muitos destes se perderam, talvez até uma maioria significativa.
Em termos comerciais, julgo que é comparável com o Escudo de 1935. Aqui terão sido emitidas 54.300 moedas, com uma taxa de recolha média deste tipo de moeda de 4,7%, daria 51.700 exemplares se descontarmos alguns exemplares que possam ter sido convertidos em talheres, ou outras peças industriais. Parece-me razoável admitir que existam actualmente moedas em quantidade semelhante destes dois tipos. Os preços praticados também são semelhantes para os estados de conservação inferiores, direi até BC/BC+. Exemplares soberbos são difíceis de encontrar na moeda de ferro e muito difíceis na moeda de escudo.
Celso.
Saúde e Fraternidade.
Os meus leilões

ruicb95
Senhor Escudo da I República
Mensagens: 39
Registado: domingo mar 24, 2019 12:35 pm

Re: O porquê da raridade de 2 Centavos Ferro??

#10 Mensagem por ruicb95 » sexta ago 02, 2019 11:02 pm

tm1950 Escreveu:
sexta ago 02, 2019 11:05 am
O ferro utilizado na amoedação terá sido comprado à firma Orey Antunes, que o forneceu em arcos usados na tanoaria. A sua laminagem na Casa da Moeda deve ter-se revelado difícil dada a dureza da liga e, por isso, Francisco Magro encontrou espessuras diferentes e, consequentemente, pesos diferentes. Esta amoedação foi uma experiência de recurso, dado o preço do cobre, e que não voltou a repetir-se, tendo as moedas sido retiradas em 01Jan1927, sem honra nem glória.
Dos cerca de 170.000 exemplares emitidos não terão sido recolhidos cerca de 87.000, o que é não é muito para uma moeda com 100 anos. É impossível saber quantos exemplares existem ainda, mas será fácil aceitar que muitos destes se perderam, talvez até uma maioria significativa.
Em termos comerciais, julgo que é comparável com o Escudo de 1935. Aqui terão sido emitidas 54.300 moedas, com uma taxa de recolha média deste tipo de moeda de 4,7%, daria 51.700 exemplares se descontarmos alguns exemplares que possam ter sido convertidos em talheres, ou outras peças industriais. Parece-me razoável admitir que existam actualmente moedas em quantidade semelhante destes dois tipos. Os preços praticados também são semelhantes para os estados de conservação inferiores, direi até BC/BC+. Exemplares soberbos são difíceis de encontrar na moeda de ferro e muito difíceis na moeda de escudo.
Não sabia que o ferro era dos arcos usados em tanoaria... deviam ser mesmo tempos de crise para não derreterem a liga e produzir chapas iguais!
Muito obrigado pela informação, não sabia, de todo que esta moeda tinha uma história tão interessante. Torna-a, de facto, mais interessante e necessitada em termos de conservação!
A que se deve o numero pequeno de lavramentos do escudo de 1935?

Responder

Voltar para “República Portuguesa”