Moedas ou não, eis a questão.

Desde a primeira moeda da República até às últimas em 2001

Moderadores: smertola, Moderador de Honra

numisgaia
Reinado D.José
Mensagens: 507
Registado: domingo nov 07, 2004 6:56 pm
Localização: Vila Nova de Gaia
Contacto:

Mensagempor numisgaia » sábado nov 27, 2004 8:34 pm

O ensaio de 1970 foi “o tipo de moeda adoptado” para as restantes moedas de 1971/2/3/4 etc. etc. etc.
Mais nenhuma moeda de 10 centavos tem os besantes iguais à da foto, as únicas que têm são os 20 centavos.
Mostre a outra face DESSA moeda. :eek:
Alberto Santos :thumb:
A ignorância não é contagiosa, não é um mal, nem é um castigo.
Combate-se APRENDENDO
"Da discussão nasce a luz”

http://www.numisgaia.com

MCarvalho
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 7734
Registado: sexta nov 05, 2004 9:55 pm

Mensagempor MCarvalho » sábado nov 27, 2004 9:39 pm

Estou convencido que é a mesma moeda que o AClemente viu no catálogo da Numisma, mas aqui vai a foto do tostão publicado por Javier Salgado, na sua História da Moeda em Portugal, 2001.

Está na pág. 146

Imagem

Não há assim tantas como isso, e o autor do livro é, como sabemos, responsável pela Numisma. Mesmo que não seja a mesma moeda (julgo que é até a mesma foto), vê-se que tem os besantes do tipo dos $20, mas é de facto um ensaio para o marcelinho de 1971 em diante. Não é exactamente igual, mas julgo que o que se procurou ao fazer o ensaio foi a redução de diâmetro e de peso em relação à prova de 1969.

AClemente
Reinado D.João V
Mensagens: 564
Registado: sexta nov 05, 2004 9:47 pm
Localização: Lisboa
Contacto:

Mensagempor AClemente » sábado nov 27, 2004 10:28 pm

é a mesma foto :biggthumpup:

o que eu dizia à uns posts atrás, é que não acho nada estranho que o cunho usado seja o de $20. Se a alteração veio em cima da hora, tiveram que suspender a cunnhagem dos $10 (mas continuaram a dos $20) era natural que houvesse pressa em aprovar o novo tipo para os $10. A forma mais rápida era aproveitar o trabalho feito. Mas aguardo ansiosamente que algum dos foristias ponha aqui a foto da sua para podermos comparar :help:

numisgaia
Reinado D.José
Mensagens: 507
Registado: domingo nov 07, 2004 6:56 pm
Localização: Vila Nova de Gaia
Contacto:

Mensagempor numisgaia » segunda nov 29, 2004 12:51 pm

AClemente Escreveu:é a mesma foto :biggthumpup:

o que eu dizia à uns posts atrás, é que não acho nada estranho que o cunho usado seja o de $20. Se a alteração veio em cima da hora, tiveram que suspender a cunnhagem dos $10 (mas continuaram a dos $20) era natural que houvesse pressa em aprovar o novo tipo para os $10. A forma mais rápida era aproveitar o trabalho feito. Mas aguardo ansiosamente que algum dos foristias ponha aqui a foto da sua para podermos comparar :help:


Como sabe Amigo Clemente, os 10 centavos de 1970 tem 15mm de diâmetro, enquanto que os 20 centavos de 1970 têm 16mm, e na foto aparece a face correspondente aos 20 centavos 1970.
Se reparar bem em todos os 10 centavos alumínio (tipo adoptado) o lado esquerdo do besante superior faz alinhamento com o "centro" da perna direita do A de República enquanto que nos 20 centavos o mesmo alinhamento é mais à esquerda, pois os besantes são maiores e nas quinas os cinco pontos que representam as (5 chagas de Cristo) são mais separados.
Como sabe também não é permitida a cunhagem de moedas com a mesma medida e valores diferentes.
Para mim essa foto foi uma montagem.
Eu não tenho os 10 centavos de 1970 mas se alguém o tiver que ponha a foto, seria bom para esclarecer o caso.
Alberto Santos :thumb:
A ignorância não é contagiosa, não é um mal, nem é um castigo.

Combate-se APRENDENDO

"Da discussão nasce a luz”



http://www.numisgaia.com

MCarvalho
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 7734
Registado: sexta nov 05, 2004 9:55 pm

Mensagempor MCarvalho » segunda nov 29, 2004 7:52 pm

Bom, se é montagem ou não não sei. A foto está no livro que citei e apresenta-se tal e qual como a digitalizei.

O autor do livro, Dr. Javier Salgado, colaborador de Ferraro Vaz e director da Numisma parece-me ser uma personalidade suficientemente idónea para que eu, pessoalmente, acredite naquilo que publica.

O facto do ensaio não ser igual às moedas de 1971 em diante parece-me normal.

Em caso de mais dúvidas, sempre se pode contactar o autor e perguntar mais sobre o ensaio do tostão de 1970:

javier.salgado@numismaonline.com

(deixei acima o email porque ele é já de si público).

Avatar do Utilizador
Laulo
Reinado D.Sancho II
Mensagens: 1934
Registado: sexta nov 05, 2004 10:49 pm
Localização: Caldas da Rainha

Mensagempor Laulo » segunda nov 29, 2004 9:27 pm

Em relação à Numisma e o seu Empresário , não se põe sequer em causa nem a idoneidade, firma prestigiada , perguntar também não vai adiantar porque o segredo é a alma do negócio. Era preciso saber era a jusante , no pricípio da linha, aí sim agora não esperem de obter informações de como elas aparecem no mercado.

As fontes deviam de ser a INCM e conhecer o decrecto em que se apoia a cunhagem e emissão, e, simultaneamente o BP, que as colocou no mercado.

Laulo

Avatar do Utilizador
Luis Nobrega
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 5444
Registado: sábado nov 06, 2004 12:55 am
Localização: Funchal
Contacto:

Mensagempor Luis Nobrega » segunda nov 29, 2004 9:38 pm

Não deve ser impossivel arranjar outra imagem doutra moeda de 10 centavos de 1970! :)

Aí sim... podemos tirar conclusões...
Eu digo desde já... nunca vi nenhuma! :(

Avatar do Utilizador
Laulo
Reinado D.Sancho II
Mensagens: 1934
Registado: sexta nov 05, 2004 10:49 pm
Localização: Caldas da Rainha

Mensagempor Laulo » segunda nov 29, 2004 9:41 pm

Coloco aqui alguns decrectos-lei, e seria útil e curioso se eles pudessem ser analizados em relação ao seu conteúdo, especialmente o 950 de 28 de Fevereiro de 1920 que modifica a liga das moedas de 2 e 1 centavo, talvez soubessemos mais alguma coisa sobre o CENTAVO de 22.



A O BRONZE-ALUMÍNIO:

1924: Decreto nº9719, de 23 de Maio: Ordena a cunhagem de moedas de bronze-alumínio de 1 escudo e 50 centavos.



PARA O BRONZE:

1917: Lei nº679, de 21 de Abril: Referente a moedas de 2 e1 centavos (ver cupro-níquel).

1920:Lei nº 950, de 28 de Fevereiro: Modifica a liga das moedas de 2 e 1 centavos estabelecidas pela lei nº679.



1920:Lei nº1085 de 9 de Dezembro: estabelece as moedas de bronze de 5 centavos.

1924:Decreto nº9718de 28 de Maio: instituiu as moedas de bronze de 20,10,5 centavos.



PARA O FERRO:

1918: Decreto de lei nº 4849 de 9 de Setembro: dada a autorização de lavramento de moedas de ferro de 4,2 e1 centavos ( todavia, destas moedas só se lavram de 2 centavos com a data de 1918).



Laulo

Avatar do Utilizador
Laulo
Reinado D.Sancho II
Mensagens: 1934
Registado: sexta nov 05, 2004 10:49 pm
Localização: Caldas da Rainha

Mensagempor Laulo » segunda nov 29, 2004 9:56 pm

Legislação monetária da IIª República ou Estado Novo




PARA O OURO:
Mais decrectos e a exemplo da moeda-padrão em relação à libra noutro Topic, neste aparece o Escudo em ouro como moeda padrão, isto em 1931 pelo dec-lei 19869 e dando valor à libra em 110$00 e a seguir criam-se 3 moedas de ouro que não chegaram a sair.


1931-DECRETO n.º 19869 de 9 de Junho: torna-se estável a moeda, instituindo para a moeda-padrão o escudo de ouro, pesando 0,0739g, e o título com 900 milésimos.

Estabelece para os soberanos Ingleses, que prosseguem na circulação, a valia de 110 escudos ouro.

1931:Decreto n.º 19871 de Junho, produz nova moeda de ouro de 250, 100 .50 escudos, assim como nova moeda de prata. (Todavia á moeda de ouro não foi dada cunhagem).

Laulo

MCarvalho
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 7734
Registado: sexta nov 05, 2004 9:55 pm

Mensagempor MCarvalho » segunda nov 29, 2004 10:59 pm

As fontes deviam de ser a INCM e conhecer o decrecto em que se apoia a cunhagem e emissão, e, simultaneamente o BP, que as colocou no mercado.


Não houve emissão dos ensaios de 1970... aliás, nunca houve emissão de nenhum ensaio. O que houve, como já foi dito anteriormente, é a intromissão das provas de 1969 em circulação, mas não há decreto nenhum, foi uma situação que ainda deixa algumas dúvidas.

O decreto-lei que obrigou à redução de diâmetro dos marcelinhos é o nº. 525/70, de 6 de Novembro.

Em relação a este assunto, parece que já nos andamos a repetir há muito tempo.

Só será possível tirar alguma dúvida que ainda reste se tivermos hipótese de comparar dois ensaios de 1970, ou através de alguém que tenha a sorte de ter um, ou através de outras fotografias.

Como eu também nunca vi nenhum desses ensaios, aceito aquilo que vi no livro e no catálogo da Numisma.

E agora deixo-vos com um verso de Fernando Pessoa (amanhã é o aniversário da sua morte):

"O mistério das estrelas é não terem mistério nenhum" - e estes marcelinhos já não têm mistério.


Voltar para “República Portuguesa”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes