Avaliações - Leis de mercado

Tudo relacionado com a numismática brasileira

Moderador: Moderador de Honra

Mensagem
Autor
Avatar do Utilizador
Numisatlantica
Senhor Escudo da I República
Mensagens: 45
Registado: sexta out 25, 2019 5:17 am

Re: Avaliações - Leis de mercado

#21 Mensagem por Numisatlantica » segunda out 28, 2019 3:19 am

Irei mais longe até do que em meu último comentário: Como realmente precificar uma moeda se temos nos catálogos apenas um valor referência? Como mensurar na proporção correta a lei de oferta x demanda?


Cada moeda é um pedacinho da História em nossas mãos! Valorize isso!

Ayrton Próspero
Escudinho da II República
Mensagens: 10
Registado: domingo out 27, 2019 4:29 pm

Re: Avaliações - Leis de mercado

#22 Mensagem por Ayrton Próspero » segunda out 28, 2019 11:01 am

Prezados, bom dia.
quanto vale esta moeda e qual a conservação dela: 2000 réis 1907 com o "O" em aberto.
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.

Avatar do Utilizador
José Gomes
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2314
Registado: quinta jun 16, 2011 5:05 pm
Localização: Pernambuco, Brasil

Re: Avaliações - Leis de mercado

#23 Mensagem por José Gomes » segunda out 28, 2019 11:14 am

Numisatlantica Escreveu:
segunda out 28, 2019 3:19 am
Irei mais longe até do que em meu último comentário: Como realmente precificar uma moeda se temos nos catálogos apenas um valor referência? Como mensurar na proporção correta a lei de oferta x demanda?
Uma boa pergunta.

Penso que há um momento em que o avaliador, mesmo muito experiente, "chuta" um valor por não ter parâmetro de comparação, sem a base tipo oferta e procura. E no caso de moedas inéditas, que não constam em catálogos, por exemplo, é que o bicho pega, pois já que não há parâmetros então é o vale-tudo, para menos, é claro. Quando alguém se interessa, faz de conta que a moeda não é o que pensamos e colocam valores irrisórios, na tentativa de pegar uma boa peça, bem baratinho. É a lei da esperteza.

Avatar do Utilizador
Numisatlantica
Senhor Escudo da I República
Mensagens: 45
Registado: sexta out 25, 2019 5:17 am

Re: Avaliações - Leis de mercado

#24 Mensagem por Numisatlantica » terça out 29, 2019 4:24 am

José Gomes Escreveu:
segunda out 28, 2019 11:14 am
Numisatlantica Escreveu:
segunda out 28, 2019 3:19 am
Irei mais longe até do que em meu último comentário: Como realmente precificar uma moeda se temos nos catálogos apenas um valor referência? Como mensurar na proporção correta a lei de oferta x demanda?
Uma boa pergunta.

Penso que há um momento em que o avaliador, mesmo muito experiente, "chuta" um valor por não ter parâmetro de comparação, sem a base tipo oferta e procura. E no caso de moedas inéditas, que não constam em catálogos, por exemplo, é que o bicho pega, pois já que não há parâmetros então é o vale-tudo, para menos, é claro. Quando alguém se interessa, faz de conta que a moeda não é o que pensamos e colocam valores irrisórios, na tentativa de pegar uma boa peça, bem baratinho. É a lei da esperteza.
Perfeito! penso da mesma forma.

Isso explica inclusive o valor "de mercado" das nossas moedas de ouro... quase sempre muito próximos ao valor intrínseco...
Cada moeda é um pedacinho da História em nossas mãos! Valorize isso!

Avatar do Utilizador
José Gomes
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2314
Registado: quinta jun 16, 2011 5:05 pm
Localização: Pernambuco, Brasil

Re: Avaliações - Leis de mercado

#25 Mensagem por José Gomes » terça out 29, 2019 9:31 pm

Numisatlantica Escreveu:
terça out 29, 2019 4:24 am
José Gomes Escreveu:
segunda out 28, 2019 11:14 am
Numisatlantica Escreveu:
segunda out 28, 2019 3:19 am
Irei mais longe até do que em meu último comentário: Como realmente precificar uma moeda se temos nos catálogos apenas um valor referência? Como mensurar na proporção correta a lei de oferta x demanda?
Uma boa pergunta.

Penso que há um momento em que o avaliador, mesmo muito experiente, "chuta" um valor por não ter parâmetro de comparação, sem a base tipo oferta e procura. E no caso de moedas inéditas, que não constam em catálogos, por exemplo, é que o bicho pega, pois já que não há parâmetros então é o vale-tudo, para menos, é claro. Quando alguém se interessa, faz de conta que a moeda não é o que pensamos e colocam valores irrisórios, na tentativa de pegar uma boa peça, bem baratinho. É a lei da esperteza.
Perfeito! penso da mesma forma.

Isso explica inclusive o valor "de mercado" das nossas moedas de ouro... quase sempre muito próximos ao valor intrínseco...
Enquanto isso, em países que promovem a numismática com um pouco mais de seriedade, vemos as moedas que são pequenos tesouros (e as vezes nem tanto), sendo bem tratadas, como em alguns casos dos Estados Unidos e Inglaterra, por exemplo. Nos EEUU às vezes é possível ver até hiper valorização de peças apenas curiosas. Lembro que algum funcionário deixou um prego (proposital ou não) numa prensa de ONE DIME (acho que foi isso), e, pasmem, alcançou uma pequena fortuna num leilão, um simples prego amassado com as inscrições de uma moedinha comum!

Enquanto isso, eu tenho na minha coleção, hoje, 4 moedas inéditas, não catalogadas, sendo 2 portuguesas e 2 francesas, provavelmente únicas, que foram tratadas como coisa corriqueira, e até com um certo desdém. Se fossem moedas de um grande e famoso colecionador, a coisa seria outra. Também há isso. Os grandes colecionadores fazem os preços e determinam o que presta e o que não presta para colecionar, mas, é a vida.

Avatar do Utilizador
Numisatlantica
Senhor Escudo da I República
Mensagens: 45
Registado: sexta out 25, 2019 5:17 am

Re: Avaliações - Leis de mercado

#26 Mensagem por Numisatlantica » quarta out 30, 2019 3:16 am

José Gomes Escreveu:
terça out 29, 2019 9:31 pm
Numisatlantica Escreveu:
terça out 29, 2019 4:24 am
José Gomes Escreveu:
segunda out 28, 2019 11:14 am


Uma boa pergunta.

Penso que há um momento em que o avaliador, mesmo muito experiente, "chuta" um valor por não ter parâmetro de comparação, sem a base tipo oferta e procura. E no caso de moedas inéditas, que não constam em catálogos, por exemplo, é que o bicho pega, pois já que não há parâmetros então é o vale-tudo, para menos, é claro. Quando alguém se interessa, faz de conta que a moeda não é o que pensamos e colocam valores irrisórios, na tentativa de pegar uma boa peça, bem baratinho. É a lei da esperteza.
Perfeito! penso da mesma forma.

Isso explica inclusive o valor "de mercado" das nossas moedas de ouro... quase sempre muito próximos ao valor intrínseco...
Enquanto isso, em países que promovem a numismática com um pouco mais de seriedade, vemos as moedas que são pequenos tesouros (e as vezes nem tanto), sendo bem tratadas, como em alguns casos dos Estados Unidos e Inglaterra, por exemplo. Nos EEUU às vezes é possível ver até hiper valorização de peças apenas curiosas. Lembro que algum funcionário deixou um prego (proposital ou não) numa prensa de ONE DIME (acho que foi isso), e, pasmem, alcançou uma pequena fortuna num leilão, um simples prego amassado com as inscrições de uma moedinha comum!

Enquanto isso, eu tenho na minha coleção, hoje, 4 moedas inéditas, não catalogadas, sendo 2 portuguesas e 2 francesas, provavelmente únicas, que foram tratadas como coisa corriqueira, e até com um certo desdém. Se fossem moedas de um grande e famoso colecionador, a coisa seria outra. Também há isso. Os grandes colecionadores fazem os preços e determinam o que presta e o que não presta para colecionar, mas, é a vida.

Verdade...é lamentável a forma como algumas coisas funcionam. Realmente o nome do colecionador influencia diretamente no preço da peça.

Sobre o prego... já vi falsificações dele a venda acredita!? :asdf:
Cada moeda é um pedacinho da História em nossas mãos! Valorize isso!

Avatar do Utilizador
José Gomes
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2314
Registado: quinta jun 16, 2011 5:05 pm
Localização: Pernambuco, Brasil

Re: Avaliações - Leis de mercado

#27 Mensagem por José Gomes » quarta out 30, 2019 10:07 pm

Numisatlantica Escreveu:
quarta out 30, 2019 3:16 am
José Gomes Escreveu:
terça out 29, 2019 9:31 pm
Numisatlantica Escreveu:
terça out 29, 2019 4:24 am


Perfeito! penso da mesma forma.

Isso explica inclusive o valor "de mercado" das nossas moedas de ouro... quase sempre muito próximos ao valor intrínseco...
Enquanto isso, em países que promovem a numismática com um pouco mais de seriedade, vemos as moedas que são pequenos tesouros (e as vezes nem tanto), sendo bem tratadas, como em alguns casos dos Estados Unidos e Inglaterra, por exemplo. Nos EEUU às vezes é possível ver até hiper valorização de peças apenas curiosas. Lembro que algum funcionário deixou um prego (proposital ou não) numa prensa de ONE DIME (acho que foi isso), e, pasmem, alcançou uma pequena fortuna num leilão, um simples prego amassado com as inscrições de uma moedinha comum!

Enquanto isso, eu tenho na minha coleção, hoje, 4 moedas inéditas, não catalogadas, sendo 2 portuguesas e 2 francesas, provavelmente únicas, que foram tratadas como coisa corriqueira, e até com um certo desdém. Se fossem moedas de um grande e famoso colecionador, a coisa seria outra. Também há isso. Os grandes colecionadores fazem os preços e determinam o que presta e o que não presta para colecionar, mas, é a vida.

Verdade...é lamentável a forma como algumas coisas funcionam. Realmente o nome do colecionador influencia diretamente no preço da peça.

Sobre o prego... já vi falsificações dele a venda acredita!? :asdf:
Olá, boa noite.

Sim, acredito, pois estamos num tempo em que não dá para duvidar de coisas assim.

Um abraço.

Gomes.

Oliverio
Sou só um euro caloiro
Mensagens: 1
Registado: quinta mai 21, 2020 2:22 pm

Re: Avaliações - Leis de mercado

#28 Mensagem por Oliverio » quinta mai 21, 2020 2:28 pm

Tenho um Patacão de prata Rio de Janeiro de 1925 com reverso invertido em boas condições de conservação. poderiam me fazer uma avaliação? Sou novato por aqui, desculpa qualquer coisa.

Avatar do Utilizador
silvio2
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 5664
Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Localização: Leiria (Distrito)

Re: Avaliações - Leis de mercado

#29 Mensagem por silvio2 » quinta mai 21, 2020 3:40 pm

Oliverio Escreveu:
quinta mai 21, 2020 2:28 pm
Tenho um Patacão de prata Rio de Janeiro de 1925 com reverso invertido em boas condições de conservação. poderiam me fazer uma avaliação? Sou novato por aqui, desculpa qualquer coisa.
CARTA DE INTENÇÕES DO FÓRUM Escreveu: Imagem
É aconselhável que os novos membros, por uma questão de cordialidade e antes de qualquer outra
intervenção no Fórum, façam uma breve apresentação à "nossa comunidade", na respectiva secção (APRESENTAÇÃO), dando a conhecer um pouco de si (pelo menos o nome próprio e a idade ...) aos
restantes membros, para uma "mais fácil empatia e integração no grupo" ... ;)
Cumprimentos,
Sílvio Silva

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6018
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Avaliações - Leis de mercado

#30 Mensagem por fernanrei » sábado mai 23, 2020 12:24 pm

Oliverio Escreveu:
quinta mai 21, 2020 2:28 pm
Tenho um Patacão de prata Rio de Janeiro de 1925 com reverso invertido em boas condições de conservação. poderiam me fazer uma avaliação? Sou novato por aqui, desculpa qualquer coisa.
Como o caro Sílvio já referiu, faça a sua apresentação no local indicado e, com certeza, irá verificar que as suas questões serão melhor atendidas. :thumbupleft:
:D FMMRei :D

Responder

Voltar para “Moedas do Brasil”