Página 10 de 12

Re: 960 Réis - duvidas

Enviado: sábado out 19, 2013 2:08 am
por David Levy
cabc Escreveu:Alguém saberia informar um valor para esta moeda?

http://www.forum-numismatica.com/viewto ... 52&t=48897
Cabc,
Ha tres tipos basicos de base desta recunhagem. 1808 FERDND, 1809 FERDND e 1809-1811 FERDIN. O ultimo é o mais comum e vale só um pouquinho mais que um recunho comum, digamos uns 10% mais comparando moedas de mesma qualidade de conservacao e visibilidade. 1809 FERDND é um pouco mais escassa e valeria (acho) uns 20-30% mais que um patacao comum. Ja a data 1808 é muito rara, com poucos exemplares conhecidos. Para esta eu estimo um valor de uns 700 a 1500 dolares
Espero que ajude.
Um abraco,
David.

Re: 960 Réis - duvidas

Enviado: sábado out 19, 2013 4:13 pm
por cabc
David Levy Escreveu:
cabc Escreveu:Alguém saberia informar um valor para esta moeda?

http://www.forum-numismatica.com/viewto ... 52&t=48897
Cabc,
Ha tres tipos basicos de base desta recunhagem. 1808 FERDND, 1809 FERDND e 1809-1811 FERDIN. O ultimo é o mais comum e vale só um pouquinho mais que um recunho comum, digamos uns 10% mais comparando moedas de mesma qualidade de conservacao e visibilidade. 1809 FERDND é um pouco mais escassa e valeria (acho) uns 20-30% mais que um patacao comum. Ja a data 1808 é muito rara, com poucos exemplares conhecidos. Para esta eu estimo um valor de uns 700 a 1500 dolares
Espero que ajude.
Um abraco,
David.
Olá David,

Muito obrigado.

O valor de R$ 500 seria um preço justo para esta moeda?
Pelas fotos que fiz, tive a impressão de que se trata de uma base FERDIN 1810. Busto Imaginário de Lima.
Neste site abaixo não há referência a respeito da moeda FERDIN 1809, apenas para FERDND 1809. Você já viu alguma FERDIN 1809?

http://www.fuenterrebollo.com/faqs-numi ... -lima.html

Veja as fotos da minha moeda:

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Re: 960 Réis - duvidas

Enviado: segunda out 21, 2013 11:54 am
por David Levy
sim, ambas existem, FERDIN e FERDND para 1809. A de 1809 é um pouco mais escassa, mas nada significativo. é uma moeda que aparece, nao é rara. A moeda esta bonita, R$500 talvez seja um pouco cara mas nada demais, já que a visibilidade parece ser muoto boa.

Re: 960 Réis - duvidas

Enviado: quinta out 24, 2013 9:19 pm
por cabc
David Levy Escreveu:sim, ambas existem, FERDIN e FERDND para 1809. A de 1809 é um pouco mais escassa, mas nada significativo. é uma moeda que aparece, nao é rara. A moeda esta bonita, R$500 talvez seja um pouco cara mas nada demais, já que a visibilidade parece ser muoto boa.
David,

Obrigado mais uma vez.

Me tire uma dúvida: Hoje, qual o livro/catálogo mais completo de moedas brasileiras? Existe algum considerado como "livro oficial"?

Re: 960 Réis - duvidas

Enviado: domingo out 27, 2013 11:20 pm
por David Levy
Realmente nao sei dizer o significa "oficial" no que se refere a catálogos. Seria parecido a situacao na qual a Fifa diz que Mastercard é patrocinador "oficial" da copa? Ou talvez o autor goste tanto do seu catálogo que o auto nomeie oficial, independentemente de haver ou nao uma "otoridade" oficializando isso. Acho que é como filho, sempre vamos acha-los os mais bonitos de todos...

Divagações a parte, voce deve saber que a numismática Brasileira nao é particularmente rica em literatura. Hoje, o equivalente Brasileiro ao Alberto Gomes é se, dúvida o livro do Amato/Irlei (que se nao me engano ainda carrega o nome original do Russo, seu primeiro editor) no que se refere a tradiçao e numeracao padrão que todos os colecionadores conhecem. Um ano atrás foi lançado o catálogo do Bentes, que segue o mesmo objetivo de catalogar toda a numária brasileira num único volume. Enquanto o catálogo do Amato/Irlei é basicamente uma lista de todas as emissoes (com precificacoes), o catálogo do Bentes traz alguma informacao histórica, comentários sobre variantes etc. Se por um lado ainda possui alguns defeitos, por exemplo um certa "distracao" e "esquecimento" ao citar fontes de terceiros, por outro lado é uma obra que (acho) vale a pena ter, e que deverá sem dúvida se aprimorar nas próximas edições.

Além disso há alguns catálogos específicos que se tornaram padrão. Alguns exemplos sao os do Lupércio (Variantes de 960 réis do RJ), do Berbert de Castro e o do Rebouças/Serrano (ambos sobre variantes de 960 da Bahia), e - se me permite a falta de modéstia - o meu mesmo sobre recunhos de 960 réis.

Espero que ajude.

Abraço,

David.

Re: 960 Réis - duvidas

Enviado: segunda out 28, 2013 1:16 am
por Alexandre Costa
Apenas uma ressalva. Quanto a Arnaldo Russo, editor ou AUTOR? A diferença é grande entre AUTORIA e ATUALIZADORES!

Re: 960 Réis - duvidas

Enviado: segunda out 28, 2013 1:19 am
por David Levy
Autor, claro. O livro era dele, e entao vendeu (acho) os direitos ao Amato & Irlei

Re: 960 Réis - duvidas

Enviado: quarta out 30, 2013 12:40 am
por cabc
David Levy Escreveu:Realmente nao sei dizer o significa "oficial" no que se refere a catálogos. Seria parecido a situacao na qual a Fifa diz que Mastercard é patrocinador "oficial" da copa? Ou talvez o autor goste tanto do seu catálogo que o auto nomeie oficial, independentemente de haver ou nao uma "otoridade" oficializando isso. Acho que é como filho, sempre vamos acha-los os mais bonitos de todos...

Divagações a parte, voce deve saber que a numismática Brasileira nao é particularmente rica em literatura. Hoje, o equivalente Brasileiro ao Alberto Gomes é se, dúvida o livro do Amato/Irlei (que se nao me engano ainda carrega o nome original do Russo, seu primeiro editor) no que se refere a tradiçao e numeracao padrão que todos os colecionadores conhecem. Um ano atrás foi lançado o catálogo do Bentes, que segue o mesmo objetivo de catalogar toda a numária brasileira num único volume. Enquanto o catálogo do Amato/Irlei é basicamente uma lista de todas as emissoes (com precificacoes), o catálogo do Bentes traz alguma informacao histórica, comentários sobre variantes etc. Se por um lado ainda possui alguns defeitos, por exemplo um certa "distracao" e "esquecimento" ao citar fontes de terceiros, por outro lado é uma obra que (acho) vale a pena ter, e que deverá sem dúvida se aprimorar nas próximas edições.

Além disso há alguns catálogos específicos que se tornaram padrão. Alguns exemplos sao os do Lupércio (Variantes de 960 réis do RJ), do Berbert de Castro e o do Rebouças/Serrano (ambos sobre variantes de 960 da Bahia), e - se me permite a falta de modéstia - o meu mesmo sobre recunhos de 960 réis.

Espero que ajude.

Abraço,

David.
David, onde posso comprar seu livro? Você está trabalhando em alguma nova edição?

Obrigado pelas indicações de livros.

O seu livro apresenta preços para as variantes de 960 reis?

Abs,

Re: 960 Réis - duvidas

Enviado: quarta out 30, 2013 2:57 pm
por David Levy
cabc Escreveu:
David Levy Escreveu:Realmente nao sei dizer o significa "oficial" no que se refere a catálogos. Seria parecido a situacao na qual a Fifa diz que Mastercard é patrocinador "oficial" da copa? Ou talvez o autor goste tanto do seu catálogo que o auto nomeie oficial, independentemente de haver ou nao uma "otoridade" oficializando isso. Acho que é como filho, sempre vamos acha-los os mais bonitos de todos...

Divagações a parte, voce deve saber que a numismática Brasileira nao é particularmente rica em literatura. Hoje, o equivalente Brasileiro ao Alberto Gomes é se, dúvida o livro do Amato/Irlei (que se nao me engano ainda carrega o nome original do Russo, seu primeiro editor) no que se refere a tradiçao e numeracao padrão que todos os colecionadores conhecem. Um ano atrás foi lançado o catálogo do Bentes, que segue o mesmo objetivo de catalogar toda a numária brasileira num único volume. Enquanto o catálogo do Amato/Irlei é basicamente uma lista de todas as emissoes (com precificacoes), o catálogo do Bentes traz alguma informacao histórica, comentários sobre variantes etc. Se por um lado ainda possui alguns defeitos, por exemplo um certa "distracao" e "esquecimento" ao citar fontes de terceiros, por outro lado é uma obra que (acho) vale a pena ter, e que deverá sem dúvida se aprimorar nas próximas edições.

Além disso há alguns catálogos específicos que se tornaram padrão. Alguns exemplos sao os do Lupércio (Variantes de 960 réis do RJ), do Berbert de Castro e o do Rebouças/Serrano (ambos sobre variantes de 960 da Bahia), e - se me permite a falta de modéstia - o meu mesmo sobre recunhos de 960 réis.

Espero que ajude.

Abraço,

David.
David, onde posso comprar seu livro? Você está trabalhando em alguma nova edição?

Obrigado pelas indicações de livros.

O seu livro apresenta preços para as variantes de 960 reis?

Abs,

Re: 960 Réis - duvidas

Enviado: sexta dez 06, 2013 11:31 am
por Dom Paiva
Só recentemente adquiri "uma mão cheia" de Patacões, que ainda não tive oportunidade de postar por falta de colaboração da minha máquina fotográfica (uma HP com vontade própria).
Mas uma coisa eu garanto. Estou "Amarradão" no Patacão!