Talho da Lei... Varias Moedas

Moderador: Moderador de Honra

Mensagem
Autor
Deivisson Santos
Escudinho da II República
Mensagens: 8
Registado: sábado nov 08, 2014 3:03 pm

Talho da Lei... Varias Moedas

#1 Mensagem por Deivisson Santos » quinta nov 13, 2014 2:08 pm

Nas minhas ferias em setembro tiver o prazer de encontrar varias moedas e algumas com talho da lei.
Vou colocar algumas fotos para discussão pois tem muitas pessoas que ainda tem duvidas no assunto...

Imagem

Imagem


Imagem

Imagem

Outra de 80 com o talho no reverso

Imagem

Imagem



Avatar do Utilizador
MoedasdeMinas
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2291
Registado: segunda mar 12, 2012 8:00 pm
Localização: Belo Horizonte - MG (Brasil)
Contacto:

Re: Talho da Lei... Varias Moedas

#2 Mensagem por MoedasdeMinas » sexta nov 14, 2014 2:34 pm

Geralmente talho era dado em referência ao peso da peça, se o cospel desse diferença já ia para a bacia das almas.
No meu ver o "grosso" dos talhos foi mal aplicado, sendo que quase todos que vejo, são em moedas verdadeiras de época.
"O sábio não é o homem que fornece as verdadeiras respostas, é quem faz as verdadeiras perguntas" - Strauss

Avatar do Utilizador
Rogbert
Reinado D.Pedro II
Mensagens: 601
Registado: quinta set 02, 2010 2:07 pm
Localização: Curitiba - Parana - Brasil

Re: Talho da Lei... Varias Moedas

#3 Mensagem por Rogbert » sexta nov 14, 2014 7:59 pm

Caro MoedasdeMinas,

Na verdade o talho da Lei era dado em moedas tanto verdadeiras quanto falsas.
Tenho achado muita informação sobre isso. Na verdade o processo do golpe do talho da lei era mais abrangente que do conhecemos. O carimbo geral não foi só para retirar o cobre falso de circulação, mas também o excesso de cobre verdadeiro.
No momento tenho um livro do Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá, com reproduções de ordens diversas do período e lá há diversas citações do cobre. Como proceder, as pessoas que fariam, os valores pagos a quem iria carimbar, cobres recolhidos separados por Províncias de Goiás e Cuiabá, São Paulo, Rio de Janeiro, etc listadas em caixões (deram 437 caixões no total só em uma lista !) relações periódicas de cobre recolhido, a carimbar e golpear (que seria o talho da lei). As vendas do cobre cortado etc. Enfim muita há informação.
Mas voltando ao caso de moedas verdadeiras talhadas, há relatos periódios de moedas verdadeiras sendo golpeadas e vendidas como cisalha de cobre e sua contabilidade da venda. Ao final há a informação de 1838, um Ofício do inspetor da junta ao Tesoureiro do troco em Paranaguá, ordenando "que toda moeda punçada e por punçar a faça cortar, enviando o número das arrobas a Tesouraria." A partir daí, param os dados sobre o assunto.

Enfim, mesmo o cobre recolhido como verdadeiro era em parte golpeado com o talho da lei, isso é fato, por isso existem tantas verdadeiras hoje com o talho.
Última edição por Rogbert em domingo nov 16, 2014 1:02 am, editado 1 vez no total.

Avatar do Utilizador
doliveirarod
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 15583
Registado: terça nov 09, 2004 2:50 am
Localização: Brasil

Re: Talho da Lei... Varias Moedas

#4 Mensagem por doliveirarod » sábado nov 15, 2014 4:00 pm

Perfeita a explicação!
Agora também me tirou as dúvidas que eu tinha sobre a matéria, constantemente me questionava isso, pois via o talho tanto nas falsas como tbm em peças autênticas (ontem por acaso peguei duas, achadas, que não fiquei pq estavam feias, mas que eram autênticas.).
Obrigado Rogbert!
http://www.megaleiloes.com/leiloes.php? ... liveirarod ML - http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_14426169
"O colecionador é um homem mais feliz"
DIGA "NÃO" ÀS FALSIFICAÇÕES CHINESAS - Não colabore com mercado criminoso

fgmjlle
Reinado D.Maria I
Mensagens: 477
Registado: terça mai 18, 2010 1:18 am

Re: Talho da Lei... Varias Moedas

#5 Mensagem por fgmjlle » segunda nov 24, 2014 10:26 pm

excelente, assunto que me interessa.

Avatar do Utilizador
Rogbert
Reinado D.Pedro II
Mensagens: 601
Registado: quinta set 02, 2010 2:07 pm
Localização: Curitiba - Parana - Brasil

Re: Talho da Lei... Varias Moedas

#6 Mensagem por Rogbert » quarta dez 03, 2014 10:22 am

Mais uma peça com o talho. A primeira vista parece verdadeira mas tem 4,3 gramas, provavelmente levou o corte pelo peso.

Imagem

Avatar do Utilizador
Hamokes
Reinado D.Miguel
Mensagens: 328
Registado: terça set 24, 2013 10:23 pm
Localização: Loures

Re: Talho da Lei... Varias Moedas

#7 Mensagem por Hamokes » quarta jan 07, 2015 11:37 pm

Aqui fica mais uma "talhada"...
Imagem
"O valor justo de uma moeda é demasiado baixo para o Vendedor e demasiado alto para um comprador"
Veja os meus Leilões em :
http://megaleiloes.pt/LEILOES-DE-Hamokes

tiberius
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 3458
Registado: sábado set 10, 2011 12:51 pm

Re: Talho da Lei... Varias Moedas

#8 Mensagem por tiberius » quinta jan 08, 2015 2:59 pm

É um tema bem interessante esse.
De todo modo, fica difícil de entender o seguinte:
Se as moedas talhadas tinham como destino o cadinho,
como é que tantas sobreviveram?
Será que eram desviadas e voltavam a circular?
Se foi isso que ocorreu, então o valor facial ainda era maior que o valor do metal?
Será que era esse o caso?
Visite minha galeria (em construção).
http://www.forumancientcoins.com/galler ... ?cat=34492

MCarvalho
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 8319
Registado: sexta nov 05, 2004 9:55 pm

Re: Talho da Lei... Varias Moedas

#9 Mensagem por MCarvalho » quinta jan 08, 2015 3:06 pm

Pelo que percebi da explicação do Rogbert, Tiberius, o pedaço de metal que saía do talho é que era para fundir, não a moeda em si.

O que acho estranho é, a ser essa a medida, porque não o corte de parte da moeda? (como se fazia com os ouros e pratas da cunhagem manual), imaginava que era mais simples cortar um pedaço, do que fazer um talho.
MCarvalho

Avatar do Utilizador
Rogbert
Reinado D.Pedro II
Mensagens: 601
Registado: quinta set 02, 2010 2:07 pm
Localização: Curitiba - Parana - Brasil

Re: Talho da Lei... Varias Moedas

#10 Mensagem por Rogbert » quinta jan 08, 2015 6:02 pm

Caro MCarvalho,

Sobre a explicação, creio que deixei algo confuso então, eles não tiravam pedaço de metal, a intenção era cortar mesmo. Se mandava cortar a moeda, mas como é difícil cortar uma moeda de cobre destas, e o volume deveria ser enorme, o corte deve ter virado um talho em muitos casos. Claro as cortadas foram realmente derretidas, das que ficaram inteiras algumas sobraram até hoje.
O recolhimento do cobre teve como função, além de tirar o cobre falso de circulação, reduzir o cobre a função de troco como dizem diversos papeis da época, na tentativa de retirar o cobre de moeda de comercio, e voltar esta função ao ouro e a prata. Por isso a resolução que após o carimbo geral ninguem era obrigado a aceitar mais de 1.000 réis de cobre como pagamento. Se isso realmente funcionou ou não é outra coisa, mas era a idéia.
Então muito cobre foi talhado, mesmo cobre bom. Lembre que o cobre foi recolhido desde 1833, havia muito cobre recolhido e a ordem primária era só carimbar moedas do Rio, outras só na falta das do Rio. Havia muita moeda para carimbar guardada, embora devem ter faltado as do Rio em muitos casos e outras o foram como vemos hoje. Já achei ordens para golpear TODAS as moedas ao fim do carimbo geral, mesmo as do Rio e vender como sucata, o que explicaria as moedas boas golpeadas que hoje aparecem.
Sobre o golpe, moedas eram assim cortadas mas não divididas ao meio necessáriamente em todos os casos, e eram vendidas como sucata para ser derretida. Ví centenas de quilos sendo vendidos diversas vezes em contabilidades da época, o volume foi enorme. É de se imaginar que alguns espertinhos separaram as ainda inteiras para passar a terceiros ou tentar repassar novamente ao troco, quem sabe. Sabemos que pra enganar os incautos sempre há gente disposta.
Inclusive achei anúncios em jornais de pessoas comprando cobre, mas somente o não machucado. Então que houve gente tentando repassar ouve sim, mas não sei se efetivamente circularam ou eram tentativas de engodo, mas o pessoal não aceitava abertamente o cobre golpeado.
Sobre os valores, de modo geral embora houvessem casos como as das províncias, o cobre amoedado do Rio valia perto de 1280 réis a libra, com o carimbo geral então valia 640 réis a libra, e o cortado vendido para derreter por uns 240 réis a libra. Os valores variam um pouco, mas servem pra uma base.
Já lí que houve idéias dos deputados discutindo por meses o carimbo geral, se iriam reduzir o valor a metade ou a um quarto, a um quarto reduziria ainda mais o lucro de falsificar, mas o prejuízo seria ainda maior, no final venceu a metade no carimbo geral geral. Essa discussão pelo que percebí foi o que gerou os 2 carimbos do Maranhão. O primeiro reduzindo a um quarto, e depois o segundo o a metade, pois era o que outras províncias fizeram e no qual o geral resultou.

O cobre em todo este período é fascinante na sua história, nem todos conhecem bem os detalhes, e muito se diz e não se sabe o porque. É algo que vale a pena pesquisar, pois entender como foi a época, permite entender muito mais as moedas que temos hoje.

Um abraço.

Responder

Voltar para “Império (1823-1889)”