Fórum Numismática

Lugar de convívio de colecionadores de moedas, notas e outros artigos
Data/Hora: segunda set 24, 2018 12:24 am

Hora UTC




Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 12 mensagens ]  Ir para a página 1 2 Próximo
Autor Mensagem
MensagemEnviado: domingo jan 28, 2018 10:14 am 
Desligado
Reinado D.Sancho I
Avatar do Utilizador

Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm
Mensagens: 2437
Caros ilustres, apresento ao forum esta pequena e linda moeda de bronze, uma cunhagem póstuma nos tempos de Constâncio II em honra de Elena (santa Elena) na 5ª oficina de constantinopola. Elena nasceu em 249 dc e faleceu em 329dc. Terá sido uma senhora muito bonita dotada de qualidades humanas que fizeram dela um símbolo do império.
Diâmetro- 16mm
peso- 1,6g
Anv- FL IVL HE LENAE AVG
Rev- PAX PV BLICA


Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.

_________________
:D FMMRei :D


Topo
   
MensagemEnviado: domingo jan 28, 2018 10:22 am 
Desligado
Reinado D.Sancho I

Registado: sábado dez 20, 2014 6:31 pm
Mensagens: 2894
Localização: Leiria
:dance: Começo a ficar apaixonado...


Topo
   
MensagemEnviado: domingo jan 28, 2018 10:58 am 
Desligado
Reinado D.Afonso IV
Avatar do Utilizador

Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Mensagens: 1498
Localização: Leiria (Distrito)
Muito bonita, esta moeda, dedicada a Flávia Júlia Helena *. :dance:
Parabéns! :clap3:

Se me permite, Amigo Fernando, gostaria de deixar um pouco da biografia de Santa Helena, que pesquisei na Net ...
* Flávia Júlia Helena, mais tarde Santa Helena, nasceu na Bitínia (uma parte da actual Turquia asiática), no seio de uma família modesta, por volta do ano 249. Com pouco mais de 20 anos de idade, casou-se com o centurião romano Constâncio Cloro de quem teve um filho, Constantino.
Constâncio foi feito César em 293 e divorciou-se de Helena, casando com Teodora, filha do imperador Maximiliano.
Com a morte do pai, Constantino foi proclamado imperador (312) e nomeou a mãe Augusta ou Imperatriz.
Quando Constantino iniciou uma guerra civil contra Maxêncio (ou Magêncio) na disputa do trono romano, ele e sua mãe ainda eram pagãos, embora não apoiasse à perseguição aos cristãos.
As forças do adversário eram maiores, mas Constantino teve uma visão em que apareceu no céu uma cruz luminosa com a inscrição “Com este sinal vencerás”. Mandou pintar bandeiras com o sinal e venceu a batalha. Convertidos ao Cristianismo, foi decretada a suspensão imediata de qualquer perseguição aos cristãos, pelo famoso Édito de Milão (313).
Em 324, o imperador Constantino declarou o Cristianismo como a única religião oficial do Império Romano.
Zelosa seguidora do Cristianismo, Helena, já septuagenária, decide deixar Roma para fazer uma peregrinação à Terra Santa (325-326).
Durante a sua estada, fundou igrejas sobre alguns supostos lugares relevantes da vida de Jesus. Supervisionou a construção de magníficas igrejas em Jerusalém e Belém, inclusive as igrejas da Natividade e do Santo Sepulcro e a Basílica da Ascensão de Jesus no Monte das Oliveiras.
Na Palestina, vivia num mosteiro e mandou construir outros para monges e freiras. Mais tarde, foi ali consagrada numa basílica (335) da qual só restam apenas ruínas.
Esta e outras construções grandiosas de sua ordem, fizeram da Terra Santa um importante centro de peregrinações cristãs.
A actual igreja do Santo Sepulcro data do Século XII. Segundo a tradição, foi Helena quem descobriu a gruta em que Jesus foi sepultado e lá também teria descoberto a santa peça da crucificação, no dia 3 de Maio (326) e, por isso se celebra neste dia a festa da Descoberta da Santa Cruz. Ela enviou para Constantino pedaços da verdadeira Cruz e seus cravos, como amuleto para sua protecção.
Constantino encerrou um fragmento da Cruz numa estátua de si mesmo e serviu-se dos cravos para fazer um elmo. Outros fragmentos da Cruz foram distribuídos para um grande número de igrejas. A história de Santa Helena encontrando a cruz é objecto de um poema muito celebrado chamado Elene de Cynelwulf.
Voltando a Roma, Helena foi morar nos aposentos da basílica da Santa Cruz e ali morreu dois anos depois com a idade de 80 anos. Foi enterrada por ordem do filho, o Imperador Constantino, num mausoléu ao lado da Basílica de São Pedro e São Marcelino, na Via Labicana. O seus restos estão num sarcófago no Museu do Vaticano. Há quem defenda que Helena morreu em Nicomédia (actual Turquia) ou Trácia (território dividido hoje entre a Turquia, Grécia e Bulgária) e depois foi levada para Roma.
Proclamada santa, tornou-se muito venerada no Ocidente.
A sua festa é comemorada em 18 de Agosto. Na Liturgia da Igreja, Santa Helena é mostrada como uma imperatriz, segurando uma cruz.
(fonte:http://santahelena2011.blogspot.pt/p/historia-de-santa-helena.html)

_________________
Cumprimentos,
Sílvio Silva


Topo
   
MensagemEnviado: domingo jan 28, 2018 11:18 am 
Desligado
Reinado D.Sancho I
Avatar do Utilizador

Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm
Mensagens: 2437
silvio2 Escreveu:
Muito bonita, esta moeda, dedicada a Flávia Júlia Helena *. :dance:
Parabéns! :clap3:

Se me permite, Amigo Fernando, gostaria de deixar um pouco da biografia de Santa Helena, que pesquisei na Net ...
* Flávia Júlia Helena, mais tarde Santa Helena, nasceu na Bitínia (uma parte da actual Turquia asiática), no seio de uma família modesta, por volta do ano 249. Com pouco mais de 20 anos de idade, casou-se com o centurião romano Constâncio Cloro de quem teve um filho, Constantino.
Constâncio foi feito César em 293 e divorciou-se de Helena, casando com Teodora, filha do imperador Maximiliano.
Com a morte do pai, Constantino foi proclamado imperador (312) e nomeou a mãe Augusta ou Imperatriz.
Quando Constantino iniciou uma guerra civil contra Maxêncio (ou Magêncio) na disputa do trono romano, ele e sua mãe ainda eram pagãos, embora não apoiasse à perseguição aos cristãos.
As forças do adversário eram maiores, mas Constantino teve uma visão em que apareceu no céu uma cruz luminosa com a inscrição “Com este sinal vencerás”. Mandou pintar bandeiras com o sinal e venceu a batalha. Convertidos ao Cristianismo, foi decretada a suspensão imediata de qualquer perseguição aos cristãos, pelo famoso Édito de Milão (313).
Em 324, o imperador Constantino declarou o Cristianismo como a única religião oficial do Império Romano.
Zelosa seguidora do Cristianismo, Helena, já septuagenária, decide deixar Roma para fazer uma peregrinação à Terra Santa (325-326).
Durante a sua estada, fundou igrejas sobre alguns supostos lugares relevantes da vida de Jesus. Supervisionou a construção de magníficas igrejas em Jerusalém e Belém, inclusive as igrejas da Natividade e do Santo Sepulcro e a Basílica da Ascensão de Jesus no Monte das Oliveiras.
Na Palestina, vivia num mosteiro e mandou construir outros para monges e freiras. Mais tarde, foi ali consagrada numa basílica (335) da qual só restam apenas ruínas.
Esta e outras construções grandiosas de sua ordem, fizeram da Terra Santa um importante centro de peregrinações cristãs.
A actual igreja do Santo Sepulcro data do Século XII. Segundo a tradição, foi Helena quem descobriu a gruta em que Jesus foi sepultado e lá também teria descoberto a santa peça da crucificação, no dia 3 de Maio (326) e, por isso se celebra neste dia a festa da Descoberta da Santa Cruz. Ela enviou para Constantino pedaços da verdadeira Cruz e seus cravos, como amuleto para sua protecção.
Constantino encerrou um fragmento da Cruz numa estátua de si mesmo e serviu-se dos cravos para fazer um elmo. Outros fragmentos da Cruz foram distribuídos para um grande número de igrejas. A história de Santa Helena encontrando a cruz é objecto de um poema muito celebrado chamado Elene de Cynelwulf.
Voltando a Roma, Helena foi morar nos aposentos da basílica da Santa Cruz e ali morreu dois anos depois com a idade de 80 anos. Foi enterrada por ordem do filho, o Imperador Constantino, num mausoléu ao lado da Basílica de São Pedro e São Marcelino, na Via Labicana. O seus restos estão num sarcófago no Museu do Vaticano. Há quem defenda que Helena morreu em Nicomédia (actual Turquia) ou Trácia (território dividido hoje entre a Turquia, Grécia e Bulgária) e depois foi levada para Roma.
Proclamada santa, tornou-se muito venerada no Ocidente.
A sua festa é comemorada em 18 de Agosto. Na Liturgia da Igreja, Santa Helena é mostrada como uma imperatriz, segurando uma cruz.
(fonte:http://santahelena2011.blogspot.pt/p/historia-de-santa-helena.html)

Amigo Sílvio, já lhe tinha dito que tem toda a liberdade para comentar, alterar e complementar(como neste caso) as minhas publicações da forma como quiser. Até à data, as suas intervenções têm sido muito valorosas e gratificantes, queria continuar se faz favor :clap3: :beer:

_________________
:D FMMRei :D


Topo
   
MensagemEnviado: domingo jan 28, 2018 11:27 am 
Desligado
Reinado D.Afonso IV
Avatar do Utilizador

Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Mensagens: 1498
Localização: Leiria (Distrito)
fernanrei Escreveu:
Amigo Sílvio, já lhe tinha dito que tem toda a liberdade para comentar, alterar e complementar (como neste caso) as minhas publicações da forma como quiser. Até à data, as suas intervenções têm sido muito valorosas e gratificantes, queira continuar se faz favor :clap3: :beer:

Obrigado. :beer:

_________________
Cumprimentos,
Sílvio Silva


Topo
   
MensagemEnviado: domingo jan 28, 2018 11:35 am 
Desligado
Reinado D.Sancho I

Registado: sábado dez 20, 2014 6:31 pm
Mensagens: 2894
Localização: Leiria
:rotate: obrigado pela informação e partilha...e sim as suas pesquisas são muito boas e tem ajudado muito...
Essa moeda é mesmo um espanto :thumbupleft:


Topo
   
MensagemEnviado: domingo jan 28, 2018 5:34 pm 
Desligado
Reinado D.Sancho I
Avatar do Utilizador

Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm
Mensagens: 2437
soga80 Escreveu:
:rotate: obrigado pela informação e partilha...e sim as suas pesquisas são muito boas e tem ajudado muito...
Essa moeda é mesmo um espanto :thumbupleft:

Esta pequena moeda é muito representativa, além de bonita e de estar num estado de conservação muito bom, está associada a uma mulher que deixou bem patente a sua marca na história. É este simbolismo que me fascina e faz com que me sinta atraído por determinados numismas.

_________________
:D FMMRei :D


Topo
   
MensagemEnviado: domingo jan 28, 2018 5:56 pm 
Desligado
Reinado D.Sancho I

Registado: sábado dez 20, 2014 6:31 pm
Mensagens: 2894
Localização: Leiria
fernanrei Escreveu:
soga80 Escreveu:
:rotate: obrigado pela informação e partilha...e sim as suas pesquisas são muito boas e tem ajudado muito...
Essa moeda é mesmo um espanto :thumbupleft:

Esta pequena moeda é muito representativa, além de bonita e de estar num estado de conservação muito bom, está associada a uma mulher que deixou bem patente a sua marca na história. É este simbolismo que me fascina e faz com que me sinta atraído por determinados numismas.

E a mim também...mesmo muito...Obrigado


Topo
   
MensagemEnviado: segunda jan 29, 2018 1:33 pm 
Desligado
Reinado D.Sancho I
Avatar do Utilizador

Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm
Mensagens: 2437
Gostaria de ter mais moedas desta senhora mas infelizmente elas escasseiam :(

_________________
:D FMMRei :D


Última edição por fernanrei em segunda jan 29, 2018 5:06 pm, editado 1 vez no total.

Topo
   
MensagemEnviado: segunda jan 29, 2018 2:14 pm 
Desligado
Reinado D.Sancho I

Registado: sábado dez 20, 2014 6:31 pm
Mensagens: 2894
Localização: Leiria
fernanrei Escreveu:
Gostaria de ter mais moedas deste senhora mas infelizmente elas escasseiam :(


X2


Topo
   
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 12 mensagens ]  Ir para a página 1 2 Próximo

Hora UTC


Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Pesquisar por:
Ir para:  
Desenvolvido por phpBB® Forum Software © phpBB Limited
Traduzido por: phpBB Portugal