Fórum Numismática

Lugar de convívio de colecionadores de moedas, notas e outros artigos
Data/Hora: quarta ago 15, 2018 6:59 pm

Hora UTC




Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 4 mensagens ] 
Autor Mensagem
 Assunto da Mensagem: O Peso de Cuba
MensagemEnviado: sábado nov 25, 2017 1:50 am 
Desligado
Reinado D.Afonso Henriques
Avatar do Utilizador

Registado: terça nov 09, 2004 2:50 am
Mensagens: 15100
Localização: Brasil
Anexo:
cuba-coat-of-arms_zps5xnpqobk.jpg


CUBA - A ilha foi descoberta por Cristóvão Colombo em 1492, que clamou a posse da terra para a Coroa Espanhola, batizando-a de Juana, entretanto, o nome que prevaleceu foi mesmo o que os habitantes nativos deram: Cuba. Foi um ponto chave para a colonização espanhola no continente, ali ficavam aportadas as armadas que iam e voltavam do Novo Mundo, levando colonos e trazendo sobretudo prata. Tal como na América Portuguesa (Brasil), a Espanha decidiu explorar a ilha com monoculturas, sobretudo de tabaco e cana de açúcar, utilizando-se da mão de obra escrava indígena a principio, e após, da mão de obra africana. A independência começa a ser trabalhada tardiamente em relação às outras colônias da Espanha, somente no ano de 1868, com o apoio dos EUA, surge o primeiro movimento nesse sentido, a "República em Armas", sufocado pela metrópole, assim como os que se sucederam posteriormente.
Em 1895, o movimento toma força com José Marti e Antonio Maceo, que morrem lutando. Os EUA entram na guerra ao lado dos insurgentes, o motivo foi a explosão, em porto cubano, do cruzador americano USS Maine, fato atribuído à sabotagem espanhola, o que foi negado pelos espanhóis e muito contestado, face aos evidentes interesses dos EUA na região. Em 1898, acontecia a rendição espanhola, a velha e decadente potência de outrora não podia sustentar uma luta com a nova potência militar e industrial do Ocidente, com seu exército bem equipado e marinha preparada com cruzadores modernos. Após uma tentativa de "colonização" da ilha, os EUA resolvem se retirar em 1902, face à resistência da população a uma ocupação americana, porém, deixam na constituição cubana a famosa "emenda Platt", na qual os EUA poderiam intervir militarmente na ilha em caso de necessidade, o que, na prática, deixava o país quase como uma colônia americana.

A NUMÁRIA, A CRIAÇÃO DO PESO.

Até a guerra hispano-americana, o meio circulante cubano era composto basicamente por "pesetas sevilhanas", como eram conhecidos os dois reales de prata metropolitanos, "alfonsinos" (moedas de ouro dos Afonsos espanhóis do séc. XIX) e "Luisinos" (louises de ouro franceses).

Com a tomada do país pelos EUA, o dólar americano entra com força na ilha, praticamente imposto pelos vencedores. Assim, o padrão dólar de prata americano começa a se impor no comércio cubano, já que era o dinheiro usado pelos soldados e demais ocupantes. Nesse passo, em dezembro de 1898, os EUA promulgam uma lei tornando os dólar americano moeda de curso forçado na ilha, além de criar uma tabela de conversão entre o USD e os Alfonsinos, Luisinos e velhos reales espanhóis. A moeda americana tornava-se preferência entre os meios circulantes locais, pois evidentemente a tabela de conversão favoreceria as finanças dos ocupantes, fortalecendo sua própria moeda em relação às demais. Dessa forma, os cubanos preferiam o USD a qualquer outra forma de pagamento.

Essa era a situação monetária da ilha, circulação mista, até que em 1914, o presidente Mario García Menocal tratou de uma lei instituindo a moeda nacional cubana, um "símbolo" da independência do país, o Peso de Cuba, lastreado no padrão ouro. Conforme a lei, o Peso teria peso teórico de 1.6718 gramas do metal (ouro) e 0,900 de fineza. Previa-se a cunhagem em ouro de peças de 20, 10, 5, 4, 2 e 1 pesos. Em prata as de 1 Peso, 40 centavos, 20 centavos e 10 centavos de Peso. Em níquel seriam as de 5, 2 e 1 centésimos. A cunhagem de ouro seria ilimitada inicialmente, a de prata iria até 12 milhões de pesos, e a de níquel seria fixada posteriormente pelo executivo. O poder liberatório do ouro era ilimitado. O da prata até 8% das dívidas. Além disso, editaram-se regras para o recolhimento e troca das moedas espanholas e francesas, de modo que só o Peso e o USD poderiam continuar circulando. O lançamento das primeiras moedas deu-se em 1915.


A nova moeda nacional foi criada com paridade junto ao USD, de 1 para 1, teria assim o mesmo peso e liga em prata que a moeda americana. Mesmo havendo paridade, a moeda americana continuava preferida, e na década de 20 o USD respondia por pouco mais de 80% do meio circulante em relação ao dinheiro nacional. A paridade provocou uma quebra no sistema bancário cubano, pois o banco central de cuba não podia desvalorizar o Peso atrelado legalmente ao USD. A mencionada paridade só terminaria em 1948, quando o dólar, por meio de lei interna, deixava de ter poder liberatório no território nacional.

A SÉRIE DE PRATA:
A série do Peso foi cunhada nos EUA, e como dito, guardava equivalência com o USD. Trazia o valor facial, armas nacionais, peso e teor. Com exceção das moedas de 40 e 20 centavos (já que não existia a de 1/2 Peso e 1/4 de Peso, como o "quarter" e o "half" americanos), todo o resto do padrão era exatamente idêntico ao circulante americano.

Anexo:
cuba10c_zpsojaphfuj.jpg

-10 centavos
-1915
-prata 0,900
-2,5 gramas
-KM 6


Datas cunhadas e quantidades:
1915 - 5.650,000
1916 - 560.000
1920 - 3.090,000
1948 - 5.120,000
1949 - 9.980,000


Anexo:
cuba20c_zpsogojn46l.jpg

-20 centavos
-1915
-prata 0,900
-5 gramas
-KM 7


Datas cunhadas e quantidades:
1915 - 7.910,000
1916 - 2.530.000
1920 - 6.130,000
1932 - 180.000
1948 - 6.830,000
1949 - 13.100,000


Anexo:
cuba40c_zpshl1p349x (1).jpg

-40 centavos
-1915
-prata 0,900
-10 gramas
-KM 8


Datas cunhadas e quantidades:
1915 - 2.630,000
1916 - 180.000
1920 - 540,000



Anexo:
pesocuba_zpsdg8r1ukp.jpg

-1 peso
-1915
-prata 0,900
-26.7 gramas
-KM 9


Datas cunhadas e quantidades:
1915 - 1.970,000
1916 - 840.000
1932 - 3.550,000
1933 - 6.000,000
1934 - 3.000,000


Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.

_________________
http://www.megaleiloes.com/leiloes.php? ... liveirarod ML - http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_14426169
"O colecionador é um homem mais feliz"
DIGA "NÃO" ÀS FALSIFICAÇÕES CHINESAS - Não colabore com mercado criminoso


Topo
   
 Assunto da Mensagem: Re: O Peso de Cuba
MensagemEnviado: sábado nov 25, 2017 9:39 am 
Ligado
Reinado D.Fernando
Avatar do Utilizador

Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Mensagens: 1359
Localização: Leiria (Distrito)
Mais um Tópico ... fantástico! :D
Obrigado e bem haja! :clap3:

_________________
Cumprimentos,
Sílvio Silva


Topo
   
 Assunto da Mensagem: Re: O Peso de Cuba
MensagemEnviado: sexta dez 08, 2017 5:45 pm 
Desligado
Reinado D.Sancho I

Registado: sábado dez 20, 2014 6:31 pm
Mensagens: 2725
Localização: Leiria
:clap3:


Topo
   
 Assunto da Mensagem: Re: O Peso de Cuba
MensagemEnviado: quinta abr 12, 2018 3:28 pm 
Desligado
Reinado D.João VI

Registado: domingo mar 02, 2008 5:03 pm
Mensagens: 410
Localização: Porto
Parabéns pelo seu tópico.
Eu aprecio imenso as moedas de Cuba (a partir de 1915), e não só de prata. Já tenho algumas mas ainda me faltam bastantes. Tenho pena que cá em Portugal não apareçam; as que aparecem ou já as tenho ou são moedas comemorativas. Há cerca de três meses mandei vir dos EUA mais 4 moedas, mas elas ainda estão na alfândega (já lá vão cerca 2,5 meses) e por lá continuam ... não sei quando é que as vou ter cá em casa!
Já agora, uma questão: no site "https://en.numista.com/catalogue/cuba-3.html#devise148", os KM indicados são diferentes.

_________________
Cumprimentos,
Armando


Topo
   
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 4 mensagens ] 

Hora UTC


Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Pesquisar por:
Ir para:  
Desenvolvido por phpBB® Forum Software © phpBB Limited
Traduzido por: phpBB Portugal