Página 1 de 1

@@@Ceitil Afonso V @@@

Enviado: segunda dez 08, 2014 12:25 am
por amorim mora
Ola , nao consigo ver esta referencia .

ImagemImagem

Abraço -Amorim

Re: @@@Ceitil Afonso V @@@

Enviado: segunda dez 08, 2014 11:47 am
por Jacinto Silva
Viva amigo Amorim

Ceitil de D. Afonso V
Tem "7 ameias na muralha" e "3 ameias nos torreões", por isso é do subgrupo 8.5.
Alguns traços do anverso estão duplicados, pelo que é difícil distinguir o tipo de ondas... Eu me inclino-me mais para "ondas côncavas", o que a confirmar-se daria a refª 8.5.2.
A moeda também tem "3 ligações entre a torre central e a torre à esquerda", o que a ser considerado, dá origem a uma nova variante (não catalogada) daquela referência.

Um abraço!

Re: @@@Ceitil Afonso V @@@

Enviado: terça dez 09, 2014 10:46 pm
por zirtam
Para mim 8.5.3
Estas torres estão tão irregulares como as do catalogo e o mar também,
Em relação ao terceiro traço na ligação entre torres ele está lá, os ressalto da moeda não o justificam e a nova variante a existir seria na 8.5.3.

Re: @@@Ceitil Afonso V @@@

Enviado: quarta dez 10, 2014 12:54 am
por Jacinto Silva
Amigo Duarte

Olhando melhor para o ceitil do amigo Amorim, parece-me que fica melhor classificado na referência 8.5.3, mas não sei bem porquê!?
Talvez por ser mais parecido...??? :think:

Aproveito para colocar algumas questões sobre as minhas dúvidas…

Penso que, neste caso, o termo “irregular” significa que algo foge à norma ou padrão.
Se assim é, no caso deste subgrupo 8.5 qual é o padrão para "torres regulares” e em que pormenores o exemplar do amigo Amorim se desvia do padrão?
Eu ainda não percebi, se neste caso, F. Magro se referiu à “má qualidade" da cunhagem ou a outras “particularidades" das torres?

Já agora, este exemplar tem torres “regulares” ou “irregulares” e porquê?
Que referência lhe atribui?


Imagem

Recordo que esta situação ocorre também com a referência 8.4.10, deste reinado!

Provavelmente, vamos ter que perguntar a F. Magro!

Um abraço!
:beer:

Re: @@@Ceitil Afonso V @@@

Enviado: quarta dez 10, 2014 10:43 pm
por Guerras84
Olá

quando vi o ceitil do senhor Amorim também fiquei com dúvidas sobre qual das 2 referencias em discussão seria a mais indicada. Curiosamente também me inclinei para "ondas côncavas" mas a sensação era a mesma do amigo Jacinto, comparando a imagem com o catálogo parece ficar melhor na referencia 8.5.3.
Bonita moeda o ceitil do Jacinto Silva.
O que são torres irregulares? Parece evidente que devem ser aquelas que fogem à norma para o grupo em causa!Na minha opinião as torres da referencia 8.5.3. são na minha opinião regulares, tal como são as da moeda do Amorim e a do Jacinto.
No que estava a pensar o senhor Engenheiro Magro quando se referia a "torres irregulares" :think: Torres obliquas?
torres desproporcionadas no tamanho? Torre central mais pequena que as laterais? Pago para ver uma 8.5.3 com "torres irregulares".
Cumprimentos
CGuerra

Re: @@@Ceitil Afonso V @@@

Enviado: quarta dez 10, 2014 10:58 pm
por zirtam
No caso da moeda em questão a minha escolha pela referencia 8.5.3 deve-se principalmente devido ao facto de não se conseguir distinguir o tipo de ondas, tal como o amigo Jacinto refere
Jacinto Silva Escreveu:...
Ceitil de D. Afonso V...Alguns traços do anverso estão duplicados, pelo que é difícil distinguir o tipo de ondas... Eu me inclino mais para "ondas côncavas", ....
.
Ora como já existe a referência que faz menção "as torres irregulares, mar de ondas irregulares", em meu entender a moeda tendo mar de ondas irregulares deve se encaixar aí.
Na questão das torres o livro refere "Torres irregulares, mar de ondas irregulares" tendo uma das duas características pode ser enquadrada aí.

Em relação à analise da outra moeda vou deixar para o proximo post.

Re: @@@Ceitil Afonso V @@@

Enviado: quarta dez 17, 2014 3:18 pm
por Jacinto Silva
Viva

Conheço vários exemplares classificados nos subgrupos 8.4 e 8.5 que me levantam os mesmos tipos de dúvidas.

Ao nível dos grupos, estas 2 moedas em causa têm “muralha incompleta”, por isso não correspondem ao grupo 8 - “muralha regular fechada”… Nem a nenhum outro grupo.

No entanto em relação ao subgrupo 8.5, a sua descrição coincide com as caraterísticas das moedas.

Mas no que diz respeito ao su-subgrupo 8.5.3 - “torres irregulares” e “ondas irregulares” a descrição volta a não corresponder à tipologia das moedas… Veja-se que o exemplar do amigo Amorim tem “ressalto na cunhagem” e “omissão de partes das torres”, mas isto são factos frequentes e intrínsecos da cunhagem manual (má cunhagem) que não definem uma tipologia ou diferença conceptual de forma.

Na 2ª moeda também não se encontram razões para “torres irregulares”.

É frequente depararmos com este tipo de inconsistências quando se classificam ceitis com as referências 8.4.7; 8.4.9; 8.4.10 ou com todas as referências do subgrupo 8.5.

Cumprimentos