As emissões do Banco de Angola

Estados de conservação, artigos, apontamentos, dúvidas e outros assuntos sobre a notafilia

Moderadores: VMNV, José Duarte, Moderador de Honra

Mensagem
Autor
Avatar do Utilizador
tm1950
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 10584
Registado: sexta nov 05, 2004 10:15 pm
Localização: S. João do Estoril - Lisboa

Re: As emissões do Banco de Angola

#41 Mensagem por tm1950 » segunda jan 21, 2013 11:54 pm

Vamos tentar confirmar esta assinatura do José de Abreu Barbosa Macelar.
Parece-me pouco provável, não só em termos da idade do cavalheiro, mas também atendendo ao facto de ele passar de Governador de Angola para Director de Serviços de Fazenda, seria de cavalo para burro, como se costuma dizer. :D


Celso.
Saúde e Fraternidade.
Os meus leilões

Avatar do Utilizador
EUROESCUDO
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 4948
Registado: sábado mar 07, 2009 12:07 pm
Localização: Maia - Porto - Portugal
Contacto:

Re: As emissões do Banco de Angola

#42 Mensagem por EUROESCUDO » quarta jan 23, 2013 12:21 am

A informação que consegui recolher.

Imagem


Algumas personalidades, como o agente geral das colónias Armando Cortesão, o deputado Manuel Ferreira da Rocha e o engenheiro Augusto Lisboa de Lima, consideraram em 1924, perante a crise administrativa angolana, que os cargos de Altos-Comissários de Angola e de Moçambique tinham implicado uma excessiva descentralização administrativa. Sugeriram, para o efeito, um reforço da capacidade coordenadora do poder central metropolitano sobre a estrutura administrativa colonial e uma simplificação da máquina burocrática.


Do ponto de vista de Ferreira da Rocha a descentralização tinha de ser moderada no sentido de assegurar, concomitantemente, uma fiscalização apertada do poder central sobre os orgãos locais das colónias e uma certa autonomia legislativa destas para que pudessem organizar livremente os seus serviços administrativos. Com efeito, no rescaldo da crise da administração colonial angolana, em 1924-25, alguns doutrinadores afirmaram que se devia implementar uma tendência centralizadora, pelo menos enquanto durasse a crise.

“Gazeta das Colónias, nº 4, 24 de Julho de 1924"
C/ Melhores cumprimentos:
M E N D E S
€uroe$cudo

Consulta Rápida do Fórum ---- Literatura On-line [PDF]

Avatar do Utilizador
EUROESCUDO
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 4948
Registado: sábado mar 07, 2009 12:07 pm
Localização: Maia - Porto - Portugal
Contacto:

Re: As emissões do Banco de Angola

#43 Mensagem por EUROESCUDO » quarta jan 23, 2013 1:19 am

tm1950 Escreveu:Vamos tentar confirmar esta assinatura do José de Abreu Barbosa Macelar.
Parece-me pouco provável, não só em termos da idade do cavalheiro, mas também atendendo ao facto de ele passar de Governador de Angola para Director de Serviços de Fazenda, seria de cavalo para burro, como se costuma dizer. :D
Penso que sim, mas... :D

Imagem
Imagem
C/ Melhores cumprimentos:
M E N D E S
€uroe$cudo

Consulta Rápida do Fórum ---- Literatura On-line [PDF]

Avatar do Utilizador
tm1950
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 10584
Registado: sexta nov 05, 2004 10:15 pm
Localização: S. João do Estoril - Lisboa

Re: As emissões do Banco de Angola

#44 Mensagem por tm1950 » quarta jan 23, 2013 12:25 pm

É possível que o Vogal da Junta da Moeda de Angola seja Alfredo Augusto Lisboa de Lima.
Recordo que a Junta da Moeda de Angola teve uma curta duração, pois foi criada pelo Decreto nº. 12124, de 14 de Agosto de 1926 e foi extinta pelo Decreto nº. 16430, de 28 de Janeiro de 1929, passando as suas atribuições para o "Conselho do tesouro", cujo Presidente era o Governador Geral de Angola.
Celso.
Saúde e Fraternidade.
Os meus leilões

Avatar do Utilizador
EUROESCUDO
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 4948
Registado: sábado mar 07, 2009 12:07 pm
Localização: Maia - Porto - Portugal
Contacto:

Re: As emissões do Banco de Angola

#45 Mensagem por EUROESCUDO » quarta jan 23, 2013 12:43 pm

Será A. A. Lisboa Lima, a pesquisa que fiz baseou-se em alguns documentos, mas esse Sr. não consta!
Recordo que a Junta da Moeda de Angola teve uma curta duração, pois foi criada pelo Decreto nº. 12124,
:thumbs:
C/ Melhores cumprimentos:
M E N D E S
€uroe$cudo

Consulta Rápida do Fórum ---- Literatura On-line [PDF]

INTERNATIONALCOINS
Reinado D.Afonso VI
Mensagens: 677
Registado: quinta mai 04, 2006 9:18 am
Localização: Leça Palmeira
Contacto:

Re: As emissões do Banco de Angola

#46 Mensagem por INTERNATIONALCOINS » sábado fev 25, 2017 9:05 pm

Boa informaçao, tenho andado a leste deste importantes pormenores.
Moedas e Notas

Avatar do Utilizador
silvio2
Reinado D.Sancho I
Mensagens: 2849
Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Localização: Leiria (Distrito)

Re: As emissões do Banco de Angola

#47 Mensagem por silvio2 » domingo ago 19, 2018 7:58 am

Mais um interessantíssimo Tópico ... :clap3:
Só é pena, faltarem muitas das imagens que lhe davam "pleno sentido". :(
Quem sabe, não haverá ainda a hipótese de as repor? ;)
Vamos aguardar pela disponibilidade e boa vontade, dos intervenientes ... :hammer:
Cumprimentos,
Sílvio Silva

Avatar do Utilizador
tm1950
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 10584
Registado: sexta nov 05, 2004 10:15 pm
Localização: S. João do Estoril - Lisboa

Re: As emissões do Banco de Angola

#48 Mensagem por tm1950 » domingo ago 19, 2018 2:11 pm

Foi muito bom o alerta do Sílvio, pois permitiu-me actualizar os quadros já existentes e que inseri no início do tópico.
Faltam ainda informações relativas à entrada e saída do Banco de alguns dos seus dirigentes.
Celso.
Saúde e Fraternidade.
Os meus leilões

Avatar do Utilizador
silvio2
Reinado D.Sancho I
Mensagens: 2849
Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Localização: Leiria (Distrito)

Re: As emissões do Banco de Angola

#49 Mensagem por silvio2 » domingo ago 19, 2018 4:23 pm

tm1950 Escreveu:Foi muito bom o alerta do Sílvio, pois permitiu-me actualizar os quadros já existentes e que inseri no início do tópico.
Faltam ainda informações relativas à entrada e saída do Banco de alguns dos seus dirigentes.
Obrigado, caro Amigo Celso, pela rápida resposta, ao meu "apelo". :thumbupleft:
Cumprimentos,
Sílvio Silva

Responder

Voltar para “Assuntos didácticos”